PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Valesca Popozuda lembra maternidade aos 21 anos: "Falei que ia tirar"

Valesca Popozuda é entrevistada por Gabriela Pugliesi - Reprodução/Instagram
Valesca Popozuda é entrevistada por Gabriela Pugliesi Imagem: Reprodução/Instagram

Rodrigo Soares

Colaboração para o UOL

18/09/2018 09h08

A cantora Valesca Popozuda foi a convidada do canal no YouTube de Gabriela Pugliesi e contou sobre as dificuldades que enfrentou quando, aos 21 anos, teve Pablo, seu único filho. Na ocasião, a funkeira afirma que cogitou abortar.

"Por tudo que sempre vi minha mãe passar, eu já estava com ranço de ter que passar o que ela passava, ter que depender de homem. Eu saí de casa com aquela coisa na cabeça de não ser igual minha mãe, trabalhar e não depender de homem. Saí com esse foco. Quando me vi grávida, sem saber o que fazer da vida, minha casa caiu, achei que seria igual minha mãe. Cheguei a cogitar, falei que queria tirar. O pai dele falou pra pensar bem, que ia dar uma força, ajudar. Gravidez requer atenção, carinho, não é só dinheiro. Eu não tinha o principal de tudo que era o amor, um carinho de um homem. Família, mãe, avó, vai todo mundo babar, mas aquela pessoa ali do seu lado você não ter? Fui aceitar a gravidez do meu filho lá pelos 6, 7 meses. Mas quando nasce é incrível. Hoje eu não quero nem pensar se eu tivesse feito isso", explicou ela.

Na época, Valesca teve vários trabalhos até conquistar a fama com grupo Gaiola das Popozudas e posteriormente com seu trabalho solo. "Tive o Pablo com 21. Fui frentista, trabalhei em borracharia, lanchonete. Eu não parava. Quando meu filho nasceu eu voltei para o posto de gasolina novamente. Com 4, 5 meses eu recebi o convite para trabalhar dançando na Gaiola", lembrou.

Ainda no papo, ela falou sobre o assédio do qual foi vítima.  "Em um primeiro momento, por sempre a mulher não prestar, com um cara ali, empresário, eu sozinha, no camarim... Se gritar, a errada serei eu. A cabeça ficou confusa na época. Quando ele saiu, quando encostei o babyliss no órgão dele, ele começou a me xingar. Eu fiquei nervosa e comecei a chorar. Ele saiu e eu inventei que estava com dor. Eu só vim a declarar agora quando escrevi o livro", disse.

Feliz com seu corpo, Valesca assegura que hoje está desencanada quando o assunto é malhar e fazer dieta. "Queria ter seu pique. Falo que um dia vou ser igual essa garota. Depois de um tempo disse que queria ser feliz, ser eu, que se dane que tenho celulite, que estou fora do peso. Já fui marombeira, fazia dieta, mas acho que tudo tem sua fase. Hoje estou curtindo de boa", assegurou.

Famosos