PUBLICIDADE
Topo

Famosos

"Ela espera a mulher dele morrer", diz Paolla Oliveira sobre papel em série

Paolla Oliveira interpreta Carolina, inspirada em Larissa Sacco, mulher do médico Roger Abdelmassih em "Assédio" - Reprodução/Instagram e Danilo Verpa/Folhapress
Paolla Oliveira interpreta Carolina, inspirada em Larissa Sacco, mulher do médico Roger Abdelmassih em "Assédio" Imagem: Reprodução/Instagram e Danilo Verpa/Folhapress

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

19/09/2018 04h00

Paolla Oliveira interpreta a advogada Carolina na minissérie da Globo "Assédio", de Maria Camargo. A  personagem é casada com o juiz Evandro Loyola (Ricardo Ripa), amigo do médico Roger Sadala (Antonio Calloni), especialista em reprodução humana. Com dificuldade de ter filhos, ela procura o profissional em busca de um tratamento para engravidar. A advogada se apaixonará por ele, se torna amante e vira esposa, após a morte da mulher dele, Glória (Mariana Lima), vítima de câncer. Ao longo de 13 anos, o médico tem seu momento de ascensão até denúncias de abusos sexuais de várias pacientes virem à tona.

"Ela assedia ele, quer ficar com ele, se apaixona e larga o marido para ficar com ele", contou Paolla no lançamento da minissérie, na segunda-feira (17) nos estúdios Globo.

Antonio Calloni e Paolla Oliveira - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Antonio Calloni e Paolla Oliveira são Roger e Carolina em "Assédio"
Imagem: Reprodução/Instagram

A história é livremente inspirada no livro "A Clínica: a Farsa e os Crimes de Roger Abdelmassih", de Vicente Viladarga, sobre o médico brasileiro, especialista em reprodução humana, condenado a 181 anos de prisão por 56 casos de abuso de pacientes caracterizadas como estupro. Aos 74 anos, o ex-médico cumpre prisão domiciliar desde o ano passado.

"Esse interesse dela nele pode ter sido pelo poder, pelo querer. Acredito que ela era realmente apaixonada. Ela acredita nele, briga por ele... Se for voltar na realidade, ela [atual companheira de Abdelmassih] continua até hoje falando que ele não fez nada. É importante esse pouquinho de realidade pra gente ver que ela era realmente apaixonada", conta Paolla.

Na vida real, a advogada Larissa Sacco, a segunda mulher de Roger, que inspirou o papel de Paolla  na minissérie, disse não ter dúvidas da inocência do marido. "Conheci Roger Abdelmassih em 2005, quando, ainda em união estável com meu antigo namorado, busquei tratamento para engravidar. Após infrutíferas tentativas, resolvi interromper o tratamento e, no final de 2008, já separada, iniciei meu relacionamento com aquele que veio a ser o amor da minha vida e pai dos meus dois filhos", disse Larissa à Folha.

Na série, Carolina também largará o marido para ficar com Roger, com quem terá gêmeos.

"Ela tinha dificuldade de engravidar, foi com o marido à consulta e depois engravidou do Roger e teve gêmeos inseminados por ele. A história passa por lugares que a gente nunca vai imaginar. A Carolina começar a sair com o Roger enquanto a Glória ainda está com ele, morrendo de câncer", conta a atriz.

"Ele diz que a mulher vai morrer e ela espera, sem arrumar confusão, barraco, sem cobrar. É horrível", completa a atriz.

"Assédio" estará disponível no GloboPlay a partir desta sexta (21) e ainda não tem data de estreia na Globo.

Famosos