PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Em Portugal, Duvivier diz: "Muita gente no Brasil não admira democracia"

Gregório Duvivier concede entrevista à rede portuguesa SIC - Reprodução/SIC
Gregório Duvivier concede entrevista à rede portuguesa SIC Imagem: Reprodução/SIC

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

01/10/2018 20h56

O ator e comediante Gregorio Duvivier afirmou que "muita gente no Brasil não admira a democracia" e prega pelo retorno ao regime militar. A declaração foi feita por Duvivier durante entrevista concedida à rede de TV portuguesa SIC, neste domingo (30).

“O Brasil não tem o mesmo apego [à democracia] que Portugal tem. Aqui, em Portugal, salvo engano, não existem pessoas defendendo a extinção da democracia no Congresso. No caso do Bolsonaro, ele é um sujeito que sempre pregou isso, que sempre pregou que os tempos da ditadura eram melhores, que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso teria que ser fuzilado, que sempre pregou que a urna eletrônica não funciona. É algo difícil de ser entendido para quem vê de fora, mas, no Brasil, muita gente não admira a democracia e pede a volta da ditadura”, disse ele.

Sobre as manifestações organizadas por mulheres contra Jair Bolsonaro, em várias cidades do Brasil e do mundo, Duvivier disse observá-las com “esperança”.

“Eu olho com uma certa esperança, já que as mulheres são a maioria do eleitorado brasileiro, são 52%. Ou seja, se todas as mulheres votarem contra Bolsonaro, obviamente ele não ganha”, afirmou o ator e integrante do canal “Porta dos Fundos”.

Televisão