PUBLICIDADE
Topo

A Fazenda 10

"Eu já cheguei a me odiar", afirma Luane Dias sobre racismo

Luane conta que sofreu racismo na infância - Reprodução/PlayPlus
Luane conta que sofreu racismo na infância Imagem: Reprodução/PlayPlus

Jéssica Díez Corrêa

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/10/2018 10h07

Na madrugada deste domingo (30), Luane Dias falou com Gabi Prado sobre o racismo que sofreu na infância. "Eu já cheguei a me odiar. Eu já cheguei a não querer ser negra", contou a peoa.

Luane relembrou um caso de infância: "Eu tinha uma melhor amiga que morava no meu prédio e a mãe dela morreu, aí o pai dela arrumou outra mulher. E eu sempre chamava minha amiga de irmã. Aí, um dia, eu fui na casa dela brincar com ela, chamei ela de irmã e a madrasta falou: 'ela não é sua irmã, porque você é preta e ela é branca'. Aí eu fiquei com aquilo na minha cabeça".

As participantes falaram que também sofreram preconceito por serem muito magras. "Quando eu era mais nova, eu usava 10 calças corsários por baixo da calça jeans. Usava para ficar mais cheinha e ficava mesmo", disse Gabi. "Eu não ia na praia, porque eu tinha vergonha que era muito magra. Eu usava calcinha com enchimento. Eu era muito magra, um palito", contou Luane.

A Fazenda 10