PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Adriana Esteves rouba cena em dose dupla como vilã e como vítima de estupro

Adriana Esteves como Laureta, em "Segundo Sol", e Stela, em "Assédio" - Reprodução/TV Globo
Adriana Esteves como Laureta, em "Segundo Sol", e Stela, em "Assédio" Imagem: Reprodução/TV Globo

Gisele Alquas

Do UOL, em São Paulo

10/10/2018 04h00

Em quase trinta anos de carreira, Adriana Esteves é uma das aclamadas atrizes da televisão brasileira. Idolatrada pelo público desde a icônica vilã Carminha, de “Avenida Brasil” (2012), a atriz repete o feito como a cafetina megera Laureta, em “Segundo Sol” e, simultaneamente, brilha como Stela, vítima de estupro de Roger Sadala (Antonio Calloni) na minissérie "Assédio", inspirada na vida do médico Roger Abdelmassih --condenado a mais de 200 anos de prisão por abusar sexualmente de suas pacientes - que está disponível no Globoplay.

Com duas personagens completamente diferentes, a atriz prova, mais uma vez, porque é uma das melhores e consagradas atrizes de sua geração. Se na trama de João Emanuel Carneiro Laureta rouba criança e é capaz de matar, na história de Maria Camargo, inspirada livremente no livro "A Clínica: A Farsa e os Crimes de Roger  Abdelmassih", Stela torna-se líder do movimento das vítimas do médico que se unem para denunciá-lo e colocá-lo na cadeia.

Stela durante consulta com Roger Sadala (Antonio Calloni) - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Stela durante consulta com Roger Sadala (Antonio Calloni)
Imagem: Reprodução/TV Globo

Com direção de Amora Mautner, "Assédio" se passa nos anos 1990. Stela é uma professora bem casada e assim, como a maioria das vítimas de Roger, não consegue engravidar. Procura o médico especialista em fertilização para realizar o sonho de ser mãe, mas tem a vida destruída ao ser estuprada, em cena chocante, enquanto estava sedada. Por não conseguir lidar com os fantasmas do abuso, o casamento termina, ela abandona a vaidade e se interna em uma clínica psiquiátrica até tomar coragem de expor sua história.

Em "Assédio", Stela é estuprada por Roger Sadala (Antonio Calloni) - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Em "Assédio", Stela é estuprada por Roger Sadala (Antonio Calloni)
Imagem: Reprodução/TV Globo

“A série se passa na minha geração, época que eu poderia ter feito uma inseminação e poderia ter caído na mão de um monstro deste. Muitas conhecidas fizeram e, se elas sofreram algum abuso, talvez nunca tenham contado para ninguém. Existe a vergonha de dizer para o marido, para o pai, para a melhor amiga. Agora, estamos conseguindo falar o que tem que ser falado”, afirmou Adriana Esteves em recente entrevista para a revista “Marie Claire”.

Em "Segundo Sol", Laureta mata Galdino (Narcival Rubens) - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Em "Segundo Sol", Laureta mata Galdino (Narcival Rubens)
Imagem: Reprodução/TV Globo

Já em “Segundo Sol”, Laureta prima pela vaidade, não abre mão de joias e conforto e está a disposta a qualquer atrocidade para se dar bem. Dona de uma língua bem afiada, a vilã chegou a avisar que faria uma blusa com a frase: "Nunca duvide de Laureta". Duas personagens, duas nuances diferentes, mas feitas pela mesma atriz que merece os aplausos de seu público.

Leia aqui a análise do colunista do UOL Nilson Xavier sobre "Assédio".

Stela sofre depois de ser estuprada pelo médico e se interna em uma clínica psiquiátrica  - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Stela sofre depois de ser estuprada pelo médico e se interna em uma clínica psiquiátrica
Imagem: Reprodução/TV Globo

A vaidosa e maquiavélica Laureta ainda vai aprontar muito em "Segundo Sol"  - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
A vaidosa e maquiavélica Laureta ainda vai aprontar muito em "Segundo Sol"
Imagem: Reprodução/TV Globo
 

Televisão