Topo

Segundo Sol

"Desafio foi fazer vilã que as pessoas gostassem", diz Giovanna Lancellotti

Reprodução
Giovanna Lancellotti em entrevista a Matheus Mazzafera no "Vídeo Show" Imagem: Reprodução

07/11/2018 16h13

Giovanna Lancellotti comentou a despedida de Rochelle, personagem que interpreta em "Segundo Sol", que termina sexta-feira (9), e seus planos para o futuro no "Video Show" de quarta-feira (7).

"Estou com aquela sensação gostosa de dever cumprido. O maior desafio foi fazer uma vilã, crível, e fazer com que as pessoas, por mais que não concordassem com as atitudes, gostassem dela. As pessoas vem me dizer que amam. Ela é autêntica, independente das maldades que faz, tem chance de aprender", defende, no bate-papo com Matheus Mazzafera.
  
A atriz, de 25 anos, não pretende resolver sua vida amorosa no momento. "Filhos agora não, com o tempo. 30 [anos] pode ser a idade boa do meu casamento. Casar com 30, ter o filho com 32". E como deve ser o pretendente? "De baixo já basta eu. Cabelo castanho claro, olhos cor de mel. Profissão não faz diferença, melhor se for fora do meio".

Quem pensa que a partir daí ela vai parar de trabalhar, está enganado. "Acho que vou surtar se ficar em casa com a barriga esperando a hora de nascer" confessa, recordando que seu primeiro beijo foi "aos 13 anos, com o primeiro namorado", e o primeiro amor "foi aos 18, com o primeiro namorado sério".

Sophia Abrahão, que apresenta a atração e namora Sérgio Malheiros, aproveitou para aconselha-la. "Fica a dica: nunca namore ator, é a pior desgrama do mundo. É difícil, gente, tem que ligar com muita coisa", desabafou.