Topo

Televisão

Tom Cavalcante prepara volta ao cinema e imitação de Bolsonaro na TV

Stella Carvalho/Divulgação
Tom Cavalcante filma "Os Parças 2" Imagem: Stella Carvalho/Divulgação

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

13/11/2018 04h00

Sem descanso, Tom Cavalcante emendou dois de seus principais trabalhos em novembro. Na última semana, terminou as filmagens de "Os Parças 2", sequência do longa-metragem brasileiro estreado em 2017 mais visto nos cinemas (1,36 milhão de espectadores). E nesta segunda-feira (12), começou a gravar a quarta temporada de "Multi Tom" no canal pago Multishow.

Em "Os Parças 2", Tom Cavalcante e seus "parças" Whindersson Nunes, Tirullipa e Bruno de Luca trocam a cidade pelo campo e tomam conta de uma colônia de férias ambientada em Itu, interior de São Paulo.

O filme, que estreia em julho de 2019, terá participações das atrizes Mariana Santos e Fabiana Karla, a cantora Simone (irmã de Simaria) e os jogadores Falcão (do futsal) e Amaral, muito elogiado por Tom.

"Amaral pode ser o novo integrante dos 'Parças', porque ele é muito criativo, muito divertido. Brincamos muito com a fotogenia dele", diz o humorista, aos risos, em entrevista ao UOL.

Antes de "Os Parças 2", Tom retornará aos cinemas na versão estendida de "Sai de Baixo", em que ele reviverá Ribamar. O humorista prevê mais filmes da franquia "Os Parças" e transformá-la em uma sequência como "Se Beber, Não Case" e "Gente Grande".

"Tínhamos em mente fazer uma série de filmes, mas não tão rápido como foi o segundo, porque o primeiro teve uma bilheteria muito expressiva. Vamos fazer uns dez filmes dos 'Parças' (risos). Vamos escolher alguma cidade do Caribe, Nova York ou Las Vegas", antecipa.

Reprodução/YouTube
Tom Cavalcante imita Jair Bolsonaro em seu canal no YouTube Imagem: Reprodução/YouTube

Bolsonaro na TV

"Multi Tom" começou a ser gravado com participação do sertanejo Gustavo Mioto e o humorista imitando Reginaldo Rossi. Os personagens mais marcantes de Tom, como João Canabrava, Pitbicha e Ribamar, voltarão à TV, mas os quadros políticos terão destaque especial após a eleição.

Tom, que imitou Michel Temer nos últimos programas, passará a faixa presidencial a Jair Bolsonaro. "Agora vem o Congresso, aquela coisa que a gente faz com o presidente, o Bolsonaro, [o ministro da Justiça Sergio] Moro, todo mundo. E vai ter a presença do Donald Trump", conta o humorista, que já imita o presidente eleito em seu canal no YouTube.

"Ele é cheio de gestos, usa muito a mão. Eu gravei o Haddad e Bolsonaro na expectativa de quem iria ganhar. Quando foi a vitória dele, soltei quase que simultâneo com o Bonner", brinca.