Topo

Famosos

"Mais de 10 mil", diz Marília Gabriela sobre entrevistados no "Altas Horas"

Reprodução/Globo
Marília Gabriela no "Altas Horas" Imagem: Reprodução/Globo

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

18/11/2018 09h37

Marília Gabriela já foi apontada como a maior entrevistadora do jornalismo brasileiro. Ela esteve no "Altas Horas" na noite de sábado (17) e falou sobre a carreira. Serginho Groisman perguntou a ela se saberia dizer qual entrevista gostou mais, o que a jornalista não soube responder.

"Não consigo. Entrevistei tanta gente interessante. Genuinamente me encanto por qualquer pessoa que se dispõe a responder perguntas e que me enriqueçam, porque me enriqueço com a resposta dos entrevistados. Não tenho favorito, fiz entrevista maravilhosas", disse ela.

O apresentador emendou ao perguntar se ela saberia quantos foram entrevistados por ela. "Mais de 10 mil, fácil", afirmou.

O cantor Paulo Ricardo, que também era convidado do programa, perguntou a Marília se ela saberia dizer qual o pior entrevistado nos seus anos de carreira em várias emissoras.

"Alguns me irritaram, mas jamais cometeria a deselegância que eles cometeram comigo para me irritar, então não vou falar nada", disse, aos risos.

A jornalista de 70 anos contou ainda que tentou outras carreiras até acertar no jornalismo. 

"Quis ser muita coisa antes de chegar ao jornalismo. Fiz exame para medicina porque queria fazer psiquiatria, não entrei. Prestei para psicologia, fiquei um ano, não era o que eu queria. Prestei para artes plásticas. Fiz um ano e disse 'não'. Vim para São Paulo. Aqui ainda prestei para faculdade de cinema e publicidade, aí vi o 'Jornal Nacional' no ar e disse: 'É isso que quero fazer', aquela pessoa que viaja, entrevista gente e ainda ganha para fazer isso. Foi assim e acabei pedindo emprego na Globo", contou.