Topo

Televisão


"Não volto mais para as novelas", diz Otaviano Costa após ganhar programa

Otaviano Costa - Samuel Chaves/Brazil News
Otaviano Costa Imagem: Samuel Chaves/Brazil News

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

21/11/2018 13h21

Otaviano Costa ganhou um programa para chamar de seu na Globo. Com estreia prevista para o dia 5 de janeiro, "Tá Brincando" é uma atração que mistura game,  show de talentos e aventuras radicais entre gerações e também e a realização do um desejo antigo do apresentador. Ele  chegou a fazer novelas e transitou em outras produções da casa, como o "Vídeo Show" e "Escolinha do Professor Raimundo", mas nunca escondeu a vontade de um projeto solo.

"A casa entendeu os códigos que eu vinha enviando nos últimos tempos de querer um novo desafio. Eu não tinha um formato nem uma ideia na cabeça. O que eu queria era uma possibilidade de ampliar minha veia artística.", contou ele no lançamento do programa, nesta quarta-feira (21), nos estúdios Globo, no Rio.

Ele disse que ainda se considera um ator, mas descarta voltar para teledramaturgia. "Não volto mais para as novelas. Quero, sim, fazer a 'Escolinha do Professor Raimundo', quem sabe fazer um filme e até continuar com as minhas dublagens, mas novelas não cabe mais".

Com a primeira temporada já praticamente toda gravada - são nove episódios - e a intenção de uma segunda dependendo da vontade da emissora, Otaviano tem como parceiro nessa empreitada o diretor Adriano Ricco, que trabalhou com Faustão e Luciano Huck, e jurou não saber o que vem pela frente. Otaviano prefere não cravar se o "Tá Brincando" é um trampolim para projetos maiores.

"Estou no meu projeto maior nesse momento. O que posso dizer é que a casa vai ter um tabuleiro de xadrez para jogar com esse programa e eu espero que jogue bem. Quanto a mim, o que vier vai ser bom".

Otaviano Costa na coletiva do seu programa "Tá Brincando", que estreia em janeiro na Globo - Ana Cora Lima/UOL
Otaviano Costa na coletiva do seu programa "Tá Brincando", que estreia em janeiro na Globo
Imagem: Ana Cora Lima/UOL