Topo

Televisão


"Se Bolsonaro está no poder, ele sabe que vai tomar pedrada", diz Carioca

Arquivo pessoal
Márvio Lúcio, o Carioca Imagem: Arquivo pessoal

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

23/11/2018 07h56

Márvio Lúcio, o Carioca, falou sobre humor no "Conversa com Bial" de quinta-feira (22). O humorista, que pode ser visto durante a semana no "Vídeo Show", acredita que é preciso fazer graça com os políticos.

"A TV brasileira precisa de humor político. É o que mais se consome no Whatsapp, temos que fazer sim. Ficamos em um tempo que não podia nada. Hoje falta muito na televisão", diz.

Ele evita tomar um lado na polarização em que o Brasil está mergulhado. "Não tenho partido, meu partido é o humor. Se o Bolsonaro está no poder hoje, ele sabe que vai tomar pedrada", afirma ele. 

Carioca diz que o que mais o incomoda é a pergunta: ''qual o limite do humor?". "Humor é arte? Então qual o limite da arte? O humorista foi desqualificado da arte? Acho que o humor, assim como toda a arte, vive de aceitação", filosofa.