PUBLICIDADE
Topo

Famosos

"Não tinha dúvida que ele ia me matar", diz atriz agredida pelo marido

Cristiane Machado e Sergio Schiller Thompson-Flores - Arquivo Pessoal
Cristiane Machado e Sergio Schiller Thompson-Flores Imagem: Arquivo Pessoal

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

27/11/2018 07h38

Cristiane Machado, atriz que gravou as agressões que sofria do marido, o ex-diplomata Sérgio Schiller Thompson-Flores, falou como se sente após o pesadelo de ter sido agredida, no "Superpop" desta segunda (26), mesmo dia em que ele se entregou à polícia.

"A violência acontece com quem você chama de príncipe encantado, e sua vida desmorona com agressões até chegar esse momento que ele quase me matou. Ainda estou entendendo o que está acontecendo", afirma.

"Ele era um lorde inglês, um príncipe. A briga começou por uma causa banal, ele chegou subindo as escadas, dizendo 'não quero falar agora, não sou obrigado, não se mete na minha vida'. Falei: 'não é assim, sou sua esposa, você tem que me tratar com respeito. Aí deu um tapa no meu rosto, enfrentei. Ele pegava no meu braço com força, me sacudia, 'você vai fazer o que eu mando'", relata.

"Ele quebrou os telefones, fiquei sem comunicação com ninguém. Desci correndo as escadas, foi atrás de mim, pegou uma faca e mandou eu voltar. Fiquei em estado de choque, eu saí de um filme de romance para um de terror em segundos". 

Quando conseguiu sair, Cristiane procurou a polícia. "Fui para casa do meu pai, fiquei cinco horas esperando para fazer o registro em uma delegacia normal. Ele foi preso em flagrante, pagou uma fiança de R$ 1500 e saiu em duas horas". 

"Deus me ajudou. Não tinha a menor dúvida que ele ia me matar. Quando ele apertou meu pescoço, não conseguia mais respirar. Quando bateu na minha cabeça, criou um coágulo no meu tímpano direito, perfurou meu tímpano. Fiquei totalmente coagida, desprotegida, acuada, com medo. Eu era prisioneira", continua. 

A atriz, que fez novelas na Globo e chegou a servir de inspiração para uma arte da abertura da novela "Passione" (2010), descobriu não ter sido a primeira. "Recebi recado de ex-namoradas dele que foram me contar a agressividade, a violência pessoal. Ele fazia com que elas ficassem dependentes, sem carteira, sem nada".

Cristiane teme pelo futuro. "Tenho muito medo do que vai acontecer daqui para a frente, da raiva dele, de ele ser solto. Não me sinto segura, meu emocional está abaladíssimo".

Famosos