Topo

Famosos


Yanna Lavigne quer mais 4 filhos e fala de Madalena: "Não foi programada"

Reprodução/Instagram
Thais Fersoza entrevista Yanna Lavigne Imagem: Reprodução/Instagram

Thaís Sant'Anna

Colaboração para o UOL

2019-01-10T09:09:04

10/01/2019 09h09

Yanna Lavigne bateu um papo sobre maternidade, relacionamento e carreira em um vídeo no canal no YouTube de Thais Fersoza. A atriz, que é mãe de Madalena, de 1 ano e 7 meses, de seu casamento com Bruno Gissoni, contou como foi a descoberta da gravidez.

"Não foi programada. A gente já estava junto há um tempo, uns dois anos. Entre os términos e as voltas, a gente já está há cinco anos junto. Quando terminei "Liberdade Liberdade", em 2016, fui para minhas férias com o Bruno. Já tinha um próximo trabalho. Quando voltei, minha menstruação não vinha [...]. Mas sempre fui desregulada a ponto de estar 15 dias atrasada e achar que estava tudo certo", relembrou.

A atriz chegou a viajar para fazer laboratório em uma tribo indígena no Xingu, já que estava escalada para viver uma índia em "Novo Mundo" -- papel que teve que cancelar -- e na volta, devido ao atraso na menstruação, decidiu fazer um teste de gravidez, que deu positivo. "A primeira coisa que pensei foi no trabalho. Eu levei um choque de susto, não foi negativo, mas veio tudo em mente, o trabalho. Eu tinha programado para ter filhos depois dos 30 anos. Mas veio na melhor hora. O Bruno ficou muito feliz e eu um pouco tensa", confessou Yanna, que está com 29 anos.

A atriz quer ter mais filhos, mas daqui a três, quatro anos. "Sempre amei casa cheia, mesa cheia de crianças. Sempre pensei em quatro filhos, pelo menos. O Bruno também quer muito, quer vários. Por ele, eu já teria outro", afirmou.

Sobre o sucesso de Madalena nas redes sociais -- a menininha tem um perfil no Instagram com mais de 313 mil seguidores --, Yanna disse que ficou surpresa. "Quando ela nasceu, eu pensava em preservá-la, falava 'ela não vai aparecer, não vou expor, vou esperar ela tomar consciência para ver se ela quer ou não'... mas aí é muito tempo. Foi inevitável. A família é muito coruja e aí eles teriam que perguntar pra mim, para o Bruno se podiam postar fotos. Quando a gente relaxou, veio a explosão. Não vou privar o público, recebi tanto carinho", explicou.