Topo

"BBB19": Como perdi 1.000 estalecas e descobri um segredo da casa

Felipe Pinheiro

Do UOL, no Rio

14/01/2019 04h00

Você entraria no "Big Brother Brasil"? O reality show da Globo jamais seria uma ambição para mim, exceto por uma razão. A convite da Globo, eu e mais dezoito pessoas, entre jornalistas e influenciadores digitais, tivemos a oportunidade de ficar confinados na casa onde o jogo acontece, no Rio, por cerca de três horas. A ação promocional (chamada de "BBB Experience") ofereceu uma breve experiência de vivenciar na pele a realidade paralela do reality, que estreia na terça-feira (15).

A seguir, veja o que eu descobri na minha passagem relâmpago pelo "BBB":

1. Na Globo ou em Lost?

Os brothers ficam trancafiados, isolados do mundo, por aproximadamente três meses. Mas antes de chegar à casa, o meu pensamento era: será mesmo possível bloquear qualquer tipo de interferência externa? 

Desde a primeira edição, em 2002, o "BBB" é gravado no mesmo local, nos Estúdios Globo, em Curicica, zona oeste do Rio. Mas a casa foi construída em um local estratégico, um pouco mais distante dos estúdios das novelas e dos programas. 
 
Além de não ter vizinhos, a sensação de isolamento é reforçada quando se olha para o alto na área externa. Sem sinal de prédios, instalações ou qualquer tipo de atividade humana. Só resta o céu e a floresta, o que até pode servir como algum refúgio para meditar e (tentar) aliviar a tensão do jogo como eu já vi ex-participantes fazendo. Mas a impressão é a de estar mesmo sozinho em qualquer lugar do mundo. 

Divulgação/Globo
Jornalistas e influencers são confinados na casa do "BBB19" em ação promocional do reality show Imagem: Divulgação/Globo
 2. Perdi 1.000 estalecas

Antes de entrarem pra valer no "BBB", os participantes começam a ter a experiência prévia do confinamento. É claro que celulares são confiscados (o meu também foi). Em um hotel, eles perdem o contato com o mundo exterior e é lá que eles recebem a orientação de como usar os microfones.

Ou você nunca tinha reparado que eles já entram na casa sabendo manejar o equipamento? A verdade é que é muito simples, você só precisa (e pode) tirar o aparelho quando entra na piscina ou para tomar banho. Claro que eu não perderia a chance de dar um mergulho, mas não poderia imaginar o quanto isso me custaria.

Arrebentei o microfone ao tentar tirá-lo e fiquei com a cara no chão. Sim, em duas horas consegui essa proeza e acreditei que não houve um BBB com um início menos promissor. Pela minha memória do reality, penso que bati um recorde.

Em uma visita surpresa do Tiago Leifert, que apareceu por lá em tour relâmpago, avisei a ele que meu microfone estava quebrado, quando ele me informou do pior: eu teria perdido 1.000 estalecas com essa atrapalhada. A vida curta de um BBB não é só moleza. 

Reprodução/Globo
Sala do "BBB" foi repaginada e ganhou muitos detalhes em dourado e preto Imagem: Reprodução/Globo
 3. O lugar mais secreto da casa

A casa é um grande cenário funcional, equipada com tudo o que uma residência habitável necessita. Como todo mundo sabe, tem geladeira (na falta de uma tem duas), fogão, chuveiro... E lavanderia!

Essa parte não costuma aparecer muito no vídeo, mas perto da piscina tem um tanque e uma máquina de lavar. O mais surpreendente, no entanto, é para onde leva uma escada.

Subi os degraus preocupado se poderia me meter ali naquele canto que ninguém dá bola, mas eu queria explorar. É um espaço pequeno, sem nenhum glamour e que eu nunca vi no programa. Pelo que percebi, ali os olhos do Grande Irmão não chegam pois não vi nenhuma câmera.

Concluí que aquela escada de ferro me levou ao lugar onde os brothers estendem as suas roupas! Isso eu nunca tinha imaginado, pois realmente, você já viu algum varal no "BBB"? Matei o mistério.

4. O Big Boss é ele mesmo! 

João Miguel Júnior/Globo
O diretor Boninho, que ficou famoso pelas broncas nos brothers, diz que agora é bonzinho Imagem: João Miguel Júnior/Globo
José Bonifácio de Oliveira, o Boninho, é o manda-chuva, o responsável pelo "Big Brother Brasil". Ele já não dirige mais o programa, mas acompanha tudo de perto. 

Na minha visita à casa, entretanto, ele provou que continua sendo o bom e velho Boninho, embora tenha dito que agora não é mais carrasco e que virou um cara bonzinho. O jogo continua sendo dele e é ele quem manda. Nós, confinados, somente tivemos acesso ao que ele permitiu. Entrei nos quartos, abri os armários e mexi na despensa, mas o quarto secreto permaneceu trancado. 

Boninho avisou que não permitiria que o recinto, o mesmo lugar de onde Gleici, campeã do "BBB18", voltou pisando nas inimigas após uma falsa eliminação, fosse aberto pois esse é um dos segredos deste novo "Big Brother Brasil".

Ele disse que até pode ser o quarto branco, mas deixou no ar a dúvida se estava falando a verdade. O quarto do líder? Também não tivemos acesso. Quem abre e fecha as portas ali sempre será o Big Boss. 

5. Espelhos para confundir

Reprodução/Globo
Tiago Leifert na área externa da casa do "BBB19", que agora tem espelhos em formatos variados para disfarçar mais as câmeras ocultas Imagem: Reprodução/Globo
 

São aproximadamente 70 câmeras distribuídas pelo "BBB". Muitas são grandes e é impossível não notá-las. Eu contei 12 logo que pisei na casa. Mas tem outras mais camufladas, sobretudo aquelas por trás dos espelhos.

É verdade que todo mundo sabe que os espelhos são falsos, mas eu tentei ver algo chegando bem próximo. Com algum esforço, é possível ver o reflexo do corredor de onde os câmeras captam as imagens, mas quase não dá para enxergar.

Na academia e na área da piscina houve uma mudança bastante importante para manter os brothers perdidos. Os espelhos, que antes eram retangulares, agora têm formas e tamanhos diversos. Tiago Leifert explicou que a ideia é que os participantes percam o ponto focal e assim ajam como se não soubessem onde estão exatamente as câmeras. Eles também não podem se aproximar muito como eu fiz, outra regra do reality que os telespectadores não ficam sabendo.