PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Repórter desabafa após processar Datena por assédio: "Consciência limpa"

Bruna Drews está processando Datena por assédio sexual - Reprodução/Instagram
Bruna Drews está processando Datena por assédio sexual Imagem: Reprodução/Instagram

Thaís Sant'Anna e Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

18/01/2019 11h50

A jornalista Bruna Drews, de 35 anos, publicou um desabafo em seu Instagram nesta sexta-feira (18), após acusar o apresentador José Luiz Datena por assédio sexual.

De acordo com o site "Notícias da TV", em representação protocolada no Ministério Público de São Paulo, a ex-repórter do "Brasil Urgente" afirmou que o apresentador teria lhe dito que ela não precisava emagrecer porque já "era muito gostosa", que diversas vezes teria "se masturbado pensando nela" e que achava "um desperdício" a profissional "namorar uma mulher".

"Estou do lado da verdade! Consciência limpa e tranquila! Faço isso por todas as mulheres que são obrigadas a passar por isso diariamente", declarou Bruna na rede social, ao compartilhar uma imagem do movimento "Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas".

Nos comentários, Bruna também respondeu a mensagens de seguidores. "Parabéns pela coragem, Bruna. Eu também ficava constrangida de ouvir todos aqueles 'elogios' pela TV. Sempre achei exagerados demais", comentou uma delas. "Me constrangia muito também. Infelizmente aguentava porque precisava do salário. Mas finalmente tomei coragem!", respondeu a jornalista.

 A Band, que também está sendo processada por Bruna -- ela acusa a emissora de ter sido conivente com Datena--, disse em comunicado que não pode se manifestar sobre o assunto. "O processo trabalhista em questão tramita em segredo de Justiça, a pedido, inclusive, da própria autora. A Band está impedida de se manifestar sobre o assunto", diz o aviso.

Datena se defende

Já Datena negou as acusações em mensagem ao UOL. "Isto é calúnia. Sempre elogiei esta moça ao vivo no 'Brasil Urgente', como faço com outros repórteres homens e mulheres, pela beleza e competência, acima de tudo. Ao vivo para todo Brasil. Ela há muito tempo vem pedindo vários afastamentos por motivos psicológicos, alegando problemas de família, pessoais e trabalho. Sempre a apoiei, como faço com os profissionais com quem trabalho, e ela me agradeceu pessoalmente por isto nos poucos contatos que tive com ela na Band (foram raras as vezes que conversamos fora do ar)", disse o apresentador.

Ainda segundo o "Notícias da TV", a "cantada" relatada por Bruna teria acontecido em 7 de junho do ano passado, durante comemoração do fim das gravações do quadro "A Fuga", do extinto "Agora É com Datena", em um bar na região central de São Paulo. Datena também citou a ocasião em sua defesa.

"Quanto ao episódio que ela se refere, ela estava visivelmente mais magra e perguntei na frente de todos se estava com problemas. Ela disse que sim e que iria procurar ajuda médica. Passou mal durante as gravações, que mandei parar para que ela fosse atendida e retomar outro dia em que estivesse melhor. No final das gravações deste programa, dias depois no Bar do Tonico, com boa parte da equipe, reiterei a ela que era bonita e competente e que não precisava emagrecer mais para trabalhar em TV, preocupado com sua saúde", explicou Datena.

Ela ainda garantiu que respeita a orientação sexual da repórter, que é assumidamente lésbica. "Quanto às opções sexuais dela, respeito, como sempre respeitei publicamente as opções de cada um", disse.

Datena reafirmou que nunca teve o intuito de assediar Bruna e citou sua mulher, Matilde Foresto Datena, e os filhos.

"Dias depois, ela me procurou agradecendo meus conselhos. Nunca, em hipótese nenhuma, tive qualquer outra intenção que não fosse de ajudá-la. Ela sabe disto. E, claro, quando eu soube desta mentira, em respeito à minha mulher, com quem sou casado há 41 anos, meus cinco filhos e seis netos, tomei minha providências jurídicas contra esta profissional, de quem espero que resolva seus problemas psicológicos, que são muito anteriores aos fatos que ela descreve, e outra forma que não seja tentar destruir pessoas que quiseram ajudá-la", disse.

"Minha vida profissional tem em grande parte sido pautada pela defesa da mulher, diariamente no programa que faço. Não vou alimentar uma maldade oportunista. Minha defesa será a lei, a verdade", completou o apresentador.

Procurado pelo UOL, o advogado de Datena, Fabio Mariz de Oliveira, disse que ainda não teve acesso à ação da ex-repórter do "Brasil Urgente" e que, logo que tenha conhecimento dos termos da denúncia, deve se pronunciar.

Famosos