PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Globo corta palavrões e deixa programa de Tatá Werneck mais comportado

Tatá Werneck e Cauã Reymond dão um "beijo técnico" no "Lady Night", exibido originalmente em outubro de 2017 no Multishow - Reprodução/Multishow
Tatá Werneck e Cauã Reymond dão um "beijo técnico" no "Lady Night", exibido originalmente em outubro de 2017 no Multishow Imagem: Reprodução/Multishow

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

21/01/2019 04h00

A Globo censurou alguns palavrões no programa "Lady Night", talk show de Tatá Werneck que estreou na TV aberta na última quinta (17), e já tinham sido exibidos na transmissão no Multishow, em outubro de 2017.

A emissora cortou, por exemplo, os trechos em que Tatá compara o "beijo técnico" com "boquete técnico" em conversa com Cauã Reymond.

"O beijo técnico é algo muito tranquilo, que você pode fazer em casa, com a galera. É um beijo técnico. O boquete técnico também é algo muito comum e a gente pode fazer em casa", disse a humorista, arrancando gargalhadas da plateia e do ator. Em outro momento, Cauã e Tatá falam sobre a "boquinha de veludo, famosa no Projac". "Aqui é o boquete que come", respondeu ela, sarcástica.

A emissora também deixou de fora trechos do quadro "Entrevista com o especialista", em que Tatá questiona um oftalmologista. "Como um cu pode piscar sem pálpebras?", "Vai tomar no olho do seu cu é uma ofensa frequente entre oftalmologistas?" e "Quem faz cu doce tem um terceiro olho gordo?".

Apesar de ter passado a tesoura, a Globo também manteve outros palavrões mais "light" no ar, como "porra" e "caralho". A classificação indicativa da atração é de 14 anos.

Procurada pelo UOL, a emissora justificou as mudanças. "Ao serem exibidos em uma nova janela, como é o caso de 'Lady Night', os conteúdos passam por ajustes artísticos para se adequar à nova plataforma e ao espaço do programa na grade."

"Lady Night" estreou em abril de 2017 e se tornou um grande acerto da programação do Multishow, 

Depois de registrar boa audiência e repercussão, o talk show migrou para a Globo, que definiu a sua estreia na última quinta e irá exibir semanalmente depois do "BBB19". Serão 13 edições do "Lady Night" e a última, se nada mudar, irá ao ar em 11 de abril.

Na estreia, "Lady Night" registrou 16 pontos (cada ponto equivale a 73 mil domicílios na Grande São Paulo), um índice 50% melhor do que a minissérie "10 Segundos para Vencer", sobre o boxeador Eder Jofre, registrou na quinta anterior (10). 

Televisão