PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

"Fui perceber o tamanho do Ayrton depois que ele morreu", diz Galisteu

Leda Nagle entrevista Adriane Galisteu - Reprodução/Instaram
Leda Nagle entrevista Adriane Galisteu Imagem: Reprodução/Instaram

Thaís Sant'Anna

Colaboração para o UOL

01/02/2019 11h33

Adriane Galisteu falou sobre fama, casamento e de seu relacionamento com Ayrton Senna em uma entrevista para o canal no YouTube de Leda Nagle.

 A atriz e apresentadora recordou do namoro de quase dois anos com o piloto de Fórmula 1, que morreu em 1º de maio de 1994, após sofrer um acidente durante uma corrida.

"Eu tinha 19 anos, né? Imagina. Não sabia lidar com isso tudo, com a fama. Eu fui perceber o tamanho do Ayrton depois que ele morreu. Quando namorava sabia que ele era famoso, tricampeão, que era legal, doce, que gostava de mim, que podia ter a mulher que quisesse. Mas não tinha noção da força e do tamanho dele mundialmente, o que ele era para as pessoas", declarou.

Relação com dinheiro e morte do irmão

Galisteu também falou de sua relação com o dinheiro. Ela confessou que, quando perdeu o irmão, Alberto, para a Aids em 1996, ficou revoltada e saiu gastando como se não houvesse amanhã.

"Achava que dinheiro ia salvar meu irmão. Chegue para o médico é disse 'dinheiro não é problema, em que hospital do mundo tenho que levá-lo?'. Ele falou: 'o caso do seu irmão só se você rezar'. A ficha caiu e o dinheiro perdeu o valor na hora, porque achava que o dinheiro resolveria todos meus problemas. Naquele dia para frente, comecei a gastar", recordou.

Galisteu fazia viagens de "bate e volta" para a Europa sem economizar, além de ter "uma vida bem de estrela", como ela mesma resumiu.

"Foi a chegada do Vittorio [seu filho, agora com 8 anos] e do Alexandre [Iódice, seu marido e pai do menino] que caiu minha ficha. Arrumei um homem que botou meu pé no chão, não é deslumbrado. Hoje sou mais contida", garantiu.

TV e Famosos