Topo

"Não abaixo a cabeça pra machista e racista", dispara Gabriela

Reprodução/GloboPlay
Gabriela fala de sua militância no movimento negro Imagem: Reprodução/GloboPlay

Jéssica Díez Corrêa

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/02/2019 12h32

Na manhã desta terça-feira (5), Gabriela desabafou com Hana sobre uma situação vivida na festa BBBali. Durante a balada, Maycon disse para a percussionista que ela era "extremista" em suas colocações contra o racismo. A confinada afirmou que não vai se calar diante das provocações.

"Quando ele falou e colocou um adjetivo ridículo pra mim, ele falou e eu: 'É'. Aí depois eu entendi o discurso dele e pensei: 'Tá errado, cara, o que esse cara tá falando?'", relembrou a sister.

A paulista disse que não quer ser vista como "uma mulher negra brava, nervosa": "Porque esse adjetivo não vem só para mim, vem pra todas. E isso é muito normal, acusarem as mulheres negras de serem nervosas. Mas é preciso, senão a gente leva tombo. A gente é a primeira a cair. Então eu tive que criar essa casca para não fica levando tombo". 

"Eu não consegui dormir tranquila. Pra qualquer pessoa, pode parecer uma besteira o adjetivo colocado, mas esse adjetivo vem de muita coisa atrás. Não é só chamar alguém de alguma coisa", continuou Gabriela.

"E você mó se guarda, você nem fica militando. Você pontua só", opinou Hana. "Eu também não vou ficar quieta, não. Não vou abaixar a cabeça. Não abaixo a cabeça pra racista, pra machista. Depois quem fica sofrendo sou eu, a pessoa dorme tranquilinha", disparou a sister. Por fim, Gabriela admitiu que está magoada com Maycon: "Não estou conseguindo olhar, não. Estou chateada, cara".