Topo

TV e Famosos


Neto de Irene Ravache relata receio e emoção de atuar com avó em novela

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

2019-02-08T04:00:00

08/02/2019 04h00

Quando fez teste para a "Malhação", em 2015, Cadu Libonati foi aprovado e conseguiu seu primeiro papel na televisão, o personagem Jeff. Só quando foi assinar o contrato, os produtores repararam no nome completo do ator: Carlos Eduardo Libonati Coelho Ravache Pinto. "Ravache? Você tem relação com a Irene?". "Sim, é minha avó", respondeu ele, temeroso de ser julgado por sua relação com a consagrada atriz.

Não só deu certo, como os dois viraram parceiros de cena. Em "Espelho da Vida", Cadu, que vive Hugo, contracena pela terceira vez com a avó, a Margot na trama. 

"Ela é uma referência acredito que não só pra mim. É uma das maiores atrizes do Brasil e do mundo", elogia. "É legal, apesar que às vezes eu fico muito receoso, com muito cuidado, e ela super respeita. Quando entrei na 'Malhação', consegui o teste e ninguém sabia que eu era neto dela. Fico sempre nessa: Vó, você me ajuda, só que com uma distância pra não se falar tanto disso. É maravilhoso ter minha avó, contracenar com ela, mas a gente sempre tenta tomar cuidado pra não ficar muito essa coisa de 'Ele é neto dela'". 

Cadu e Irene dividiram atuações em "Malhação: Sonhos", na qual a veterana fez uma rápida participação, e em "Além do Tempo" (2015), em que, na segunda fase da trama, ele fazia Mateus, um rapaz com dons mediúnicos que era capaz de enxergar as vidas passadas dos personagens.

Mas é em "Espelho", da mesma autora Elizabeth Jhin, que os dois estão passando a maior parte do tempo juntos. Hugo está empenhado em descobrir tudo sobre a vida do filho de Margot, Pedro, que desapareceu. Quando descobriu que o homem havia morrido, Hugo teve que levar a triste notícia para a dona da livraria de Rosa Branca, resultando em uma das cenas mais emocionantes da novela.

"Essa cena foi arrepiante. Ela quebrou todo mundo, todo mundo ficou de cara, emocionado, o estúdio bateu palma. É Irene Ravache", relembra Cadu.

Reprodução/Globo
Cadu Libonati beija a mão da avó, Irene Ravache, em "Espelho da Vida" Imagem: Reprodução/Globo
A autora, inclusive, parece ter deixado uma pequena homenagem para os dois no texto. No diálogo, Margot diz para Hugo que poderia ter um neto igual a ele, o que deixa o rapaz lisonjeado. 

"Estava no texto mesmo. A gente dá umas improvisadas em algumas coisas, mas a gente também confia muito, eles [roteiristas] escrevem muito bem e fizeram essa sacadinha. É uma brincadeirinha, um respiro, aquela cena ficou muito linda, muito sensível", conta.

Para Cadu, estar perto da avó é um privilégio, mas a opção de não usar o sobrenome "Ravache" tem a ver com um apelido de infância, e o fato de querer construir uma carreira independente da avó consagrada. 

"Desde criança fui chamado de Cadu Libonati. Eu amo Ravache, tenho no meu nome. Um dia eu pensei: tenho que ter um nome artístico, esse nome já combina um pouco, fica bonito. A Irene Ravache é a Irene Ravache, ela tem a carreira dela, brilhante, bonita, e estou correndo atrás de fazer a minha também".

Não que o ator não aproveite a oportunidade de trocar experiências com a avó. "Aceito todos os conselhos e dicas, a grande maioria das coisas antes de fazer eu pergunto pra ela, e ao [Marco] Nanini também, que é praticamente um tio meu, fui criado junto. Eu sempre tive o privilégio de poder contar com essas pessoas."

Aos poucos, Cadu diz que vem superando o medo das comparações com a avó. 

"Ao longo do tempo vou me desprendendo porque as pessoas ao meu redor vão me mostrando que isso é mais na minha cabeça do que qualquer coisa. Eu tinha muito medo disso, de compararem, mas já entendi. Vou ser chamado de 'neto da Irene' durante muito tempo, até eu conseguir me firmar, e tudo bem. Que bom que tenho esse privilégio de admirar ela como avó em primeiro lugar, mas também como artista e ter esse carinho perto", comemora.

Pseudo triângulo amoroso

Globo / Cesar Alves
Cadu Libonati no evento de lançamento de "Espelho da Vida" Imagem: Globo / Cesar Alves
Na trama, Hugo vive uma espécie de pseudo triângulo amoroso entre Josi (Thati Lopes) e Patrícia (Débora Ozório). O "pseudo" se deve ao fato que Hugo e Josi já ficaram, mas eles querem mesmo é o amor de outras pessoas, e estão se ajudando nessa missão. 

"Eu adoro. Fica essa coisa da Patrícia fugindo do Hugo, fingindo que não gosta dele. Eu acho que no fundo ela sempre gostou do Hugo, fica vivendo essa fantasia do Mauro César [Rômulo Arantes Neto]. E a Josi é essa mulher um pouco mais velha que pegou esse garoto e falou: 'Vem cá, vou te ensinar umas coisas'. E ele também acaba ensinando umas coisas pra ela porque é muito sensível, que se deixa levar muito pelas emoções dele"..

A amizade com as atrizes, ela conta, ajuda na sintonia com as personagens. "As duas são muito minhas amigas na vida real, então fica fácil fazer essas cenas, a gente passa muito tempo juntos. A gente é amigo de virar a noite conversando, sair pra tomar uma cerveja juntos".

Cadu está atualmente gravando em Minas Gerais, e se emociona com a possibilidade de filmar na região, em especial Mariana, que sofreu uma tragédia ambiental em 2015. Agora, com o rompimento da barragem em Brumadinho, ele acredita ser importante retratar a região de Minas na ficção.

"Pra mim é muito legal. Eu não conhecia Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, então estou aproveitando também essas gravações pra poder ter um contato maior com Minas Gerais, ainda mais nessa situação em que Minas Gerais está sofrendo outro crime ambiental. Acho importante a gente vir pra cá e falar disso também e bonito ver comigo as pessoas daqui reagem com tudo que está acontecendo. A novela está falando sobre sinais e a gente está nesse momento podendo trazer uma pequena atenção pra esse lugar que lindo demais. Minas Gerais é um dos lugares mais lindos que eu já tive o prazer de conhecer e dói muito, já chorei muito de ver o que a ganância está fazendo [com as pessoas]", diz ele.

Reprodução/Globo
Hugo e Patrícia se beijam em "Espelho da Vida" Imagem: Reprodução/Globo

Mais TV e Famosos