PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Nadja Pessoa lembra agressão que sofreu de ex: "Coagida a não denunciar"

Nadja Pessoa durante "A Fazenda 10" e em foto antiga, quando sofreu violência doméstica - Reprodução/Instagram/@nadjapessoa/@ladyfontenelle
Nadja Pessoa durante "A Fazenda 10" e em foto antiga, quando sofreu violência doméstica Imagem: Reprodução/Instagram/@nadjapessoa/@ladyfontenelle

Rodrigo Soares

Colaboração para o UOL

19/02/2019 11h19

Nadja Pessoa, ex-participante de "Power Couple" e "A Fazenda" - dois realitys da Record - abriu o jogo sobre uma violência que sofreu de um ex-namorado quando tinha 16 anos. Logo após a youtuber divulgar - com permissão de Nadja - uma foto dela logo após apanhar, ela falou o que aconteceu.

"Eu tinha essa foto guardada e eu nem lembrava. Toquei no assunto em 'A Fazenda', o Vinícius (D'Black, marido dela) viu e foi atrás disso. Meu irmão mandou pra ele a foto que tirei. Me senti indignada, mas eu era muito novinha, não sabia o que fazer e fui coagida. A pessoa me coagiu psicologicamente dizendo que eu não podia dizer o que aconteceu, tinha que falar que caí e machuquei o rosto. Não acreditaram, mas foi isso que falei. Foram duas violências: física e psicológica. E fui coagida. Isso é crime. Conversei com minha assessoria, a Fontenelle, que é maravilhosa, confiei e mandei a foto para ela. Sinceramente eu estou muito orgulhosa de mim mesma, de ter tido coragem de expor", disse ela.

Em outro momento, ela lembrou como foi levada a não denunciar. "Quando a pessoa me agrediu, tinha que me levar no hospital e só tinha eu e ela. Eu era uma adolescente, só chorava. Ele viu e me levou no hospital, foi me coagindo no carro falando que não era pra eu falar que tinha sido ele, falar que eu tinha caído no banho. Quando a gente estava no hospital, o médico perguntou o que aconteceu, eu falei que caí, ele perguntou novamente e eu falei que caí. Ele mandou meu ex-namorado sair da sala e o médico ficou sozinho comigo e disse que eu podia falar o que tinha acontecido. Eu me senti tão mal. Fui tão coagida, tive medo de falar e não falei. Mas se fosse hoje, se eu tivesse a mentalidade que tenho hoje, eu teria contado, não deixaria essa pessoa passar impune", falou.

"Sou essa mulher forte não é à toa. O sofrimento amadurece a gente. A tristeza deixa a gente mais forte", concluiu ela.

Famosos