PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Após se autoproclamar presidente, Zé de Abreu responde seguidor sobre Globo

José de Abreu - Renato Rocha Miranda/Globo
José de Abreu Imagem: Renato Rocha Miranda/Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

18/03/2019 11h02

Após se autoproclamar presidente do Brasil nas redes sociais e alfinetar Regina Duarte, José de Abreu responde um seguidor do Twitter que está curioso para saber como está sua relação com a Globo.

"A pergunta que não quer calar: entre Regina Duarte e o Zé de Abreu, quem terá papel na próxima novela da Rede Globo?", questionou.

"É fácil, tem em qualquer site de TV. Já estou em outra das nove", respondeu o ator.

José de Abreu está escalado para a próxima novela de Walcyr Carrasco, "A Dona do Pedaço", protagonizada por Juliana Paes. Ele será o pai adotivo da personagem de Paolla Oliveira. A novela substituirá "O Sétimo Guardião".

José de Abreu, que não esconde insatisfação com o governo de Jair Bolsonaro, alfinetou Regina Duarte ao compartilhar um post da atriz.

"Eu tenho medo da Regina Duarte", afirmou ele no Twitter. "Será que Regina sabe quantos petistas o STF já condenou? Usando os mais esdrúxulos argumentos? Que só foram usados contra o PT? Aposto que aplaudia Gilmar. (Que já me processou duas vezes!)", disse.

A mensagem compartilhada pela atriz, em verde e amarelo, diz: "Conclusão. Se acabar o STF com certeza acaba a corrupção".

Regina, nas suas redes sociais, convocou os seguidores para uma manifestação: "Domingo agora, 17 de março, vambora pra rua! Toda cidade do país mostrando pro mundo que exige o fim da impunidade".

Zé de Abreu se autoproclama "presidente"

José de Abreu se autoproclamou "presidente" no último dia 25 de fevereiro. Ao desembarcar, no início do mês, no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, ele participou de um ato e prometeu processar o presidente Bolsonaro.

"Eu vou processá-lo. Ele apoia torturadores e pedófilos. Ele acha ruim alguém enfiar o dedo no ânus, mas acha bom o Ustra enfiar ratos nas vaginas de mulheres", disse.

Os atos ironizam a situação política da Venezuela, onde Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino e tenta derrubar o ditador Nicolás Maduro.

Sob o grito de "É o presidente! É o presidente!", o ator empunhou um exemplar da Constituição Federal de 1988. Em sua "posse", ele leu um texto prometendo defender a Carta Magna e as leis do país.

Famosos