Topo

TV e Famosos


"Eu matei minha filha"; Eugênio é o assassino de Júlia Castelo em "Espelho"

Reprodução/TV Globo
Eugênio mata a filha Júlia Castelo Imagem: Reprodução/TV Globo

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

2019-03-29T18:36:59

29/03/2019 18h36

No capítulo de "Espelho da Vida" de hoje a morte de Júlia Castelo (Vitória Strada) é desvendada. Quem matou a jovem foi o próprio pai, o Coronel Eugênio (Felipe Camargo). "Eu matei minha filha", grita, devastado, após atirar.

O tiro disparado tinha como alvo Danilo Breton (Rafael Cardoso), que tentava fugir com Julia quando Gustavo Bruno (João Vicente de Castro) chegou armado para impedir a fuga e matar o pintor. Eles se atracam em uma briga quando Dora (Alinne Moraes) entra na sala do casarão e Gustavo se distrai. Ela até tenta pegar a arma, mas o coronel chega e pega o revólver. Ele mira para acertar Danilo, mas Júlia entra na frente.

Reprodução/TV Globo
Cris deixa o corpo de Júlia Castelo Imagem: Reprodução/TV Globo
"Não faça isso pai, você vai se arrepender", grita Júlia para Eugênio, que aperta o gatilho e a jovem entra na frente para defender o amado.

Nesse momento o corpo de Cris, a vida no tempo atual de Júlia, se desprende da jovem que morreu nos braços de Danilo. Dora ainda o convence a pegar na arma para atirar no coronel, quando um policial entra na sala e vê Danilo com o revólver. Dora acusa o pintor pela morte de Julia.

Danilo vai preso, para desespero da mãe Hildegard (Irene Ravache). Cris decide voltar ao tempo presente.

Pelo Twitter, os telespectadores elogiaram a sequência emocionante. "Eu to chorando", escreveu um usuário da rede. "Chama o comercial que estou sem ar", afirmou outra.

Na sequência aparece o ator Othon Bastos como um anjo aconselhando o que seria o espírito do personagem Bola (Robson Nunes). É a terceira novela de Elizabeth Jhin que o ator aparece como um espírito ou anjo.

Mais TV e Famosos