Topo

Famosos


Blogueiro trapalhão, Renato Aragão conquista seguidores: "Didi é eterno"

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

2019-04-22T04:00:00

22/04/2019 04h00

Quem sente falta de ver as peripécias de Didi Mocó na TV pode matar as saudades no perfil de Renato Aragão no Instagram. Aos 84 anos, o humorista descobriu a rede social e, em cinco meses, seu perfil chegou aos 2 milhões de seguidores.

Fazendo graça de si mesmo e bancando seu eterno personagem no melhor estilo blogueirinho, Aragão conquistou, além de anônimos, fãs famosos, que ajudaram a impulsionar seus números na rede. Entre os que o seguem e interagem com o trapalhão no Instagram estão influenciadores como Carlinhos Maia, Leo Picon e até Neymar Jr. e seus parças.

Picon e Maia, inclusive, estiveram na casa de Aragão nesta semana, para conversar, entre outras coisas, sobre o desempenho dele no Instagram. "Falei para eles: 'Não sou do time de vocês, estou no banco'. Não pretendo ser blogueiro, não. Estou só brincando", diz o humorista, que mantém segredo sobre o projeto do próximo filme --que deve ser estrelado por Maia.

Na rede, Aragão entrou em 2012, mas as postagens não tinham tanta assiduidade. Em agosto do ano passado ele fez uma postagem anunciando que estava "começando" a usar o Instagram. Mas, foi nos últimos meses, quando assumiu o estilo "Didi blogueiro", com posts de looks e muitos stories, que Aragão viu o número de seguidores multiplicar.

O crescimento foi rápido. Somente em 30 de março ele atingiu 500 mil fãs, marca que foi comemorada no perfil. Dias depois, em 3 de abril, nova comemoração: a conquista de 1 milhão de seguidores. Nesta semana, mais festa: o humorista chegou à marca dos 2 milhões.

"Tem pouco tempo que entrei nesse negócio. Minha mulher falou sobre essas fake news de que eu morri, que estou no hospital, e eu falei que o jeito era fazer um Instagram para saberem de mim no dia a dia. Comecei a entrar, fazer brincadeiras e de repente explodiu e não sei como é que vou parar. Já está com dois milhões e eu não tinha essa pretensão", contou ele ao UOL.

"O Didi nunca morreu, é eterno. Já está com três gerações, desde o Ceará, antes de eu vir para o Rio já tinha o Didi. Não sei onde ele vai parar", brinca o trapalhão, que admite que com a facilidade da rede social é mais fácil continuar a espalhar seu humor.

"É mais cômodo, não precisa sair para gravar. Penso numa ideia que vai agradar as crianças, a família, aí jogo [na rede] bonitinho e fico esperando. De repente começam os comentários maravilhosos que não sei como agradecer".

Recebidos e publipost

Apesar de levar na brincadeira, Aragão sabe que a rede social deve ser levada a sério e agora conta com uma pessoa para ajudá-lo nas postagens. Como outros influencers, o humorista também já posta seus recebidos nos stories e recentemente fez um publipost de uma rede de delivery.

"Dinheiro não pensei. Se vier, virá, mas não era essa a intenção".

A nova plataforma também tem funcionado, ele afirma, numa forma de ganhar fãs mais jovens e e de se sentir renovado.

"Eles têm tanto carinho comigo que eu nem esperava. Corro na frente para a idade não me alcançar. Corro na esteira todo dia, faço ginástica. Idade para mim não combina com o dia em que nasci".

O humorista está fora da TV aberta desde 2013, quando a Globo encerrou o "As Aventuras do Didi", mas o personagem e suas peripécias podem continuar a ser vistos pelos fãs no Canal Viva, que exibe "A Turma do Didi" e o "Festival Trapalhões", com exibição dos longa de Aragão e seus ex-companheiros Dedé Santana, Mussum e Zacarias.

Apesar de não estar em nenhum programa, o humorista ainda tem contrato com a Globo e avisa que em breve voltará aos cinemas.

"Vou voltar para o cinema. Para a TV não sei ainda. Tenho contrato na Globo".

"Fãs podem matar saudades de Didi Mocó no Instagram de Renato Aragão"

UOL Entretenimento