PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Faro sobre briga com Eliana: "Fez coisas que me deixaram chateado"

Faro explica sua rixa com Eliana - Reprodução/Instagram/Gabriel Cardoso/SBT/Montagem UOL
Faro explica sua rixa com Eliana Imagem: Reprodução/Instagram/Gabriel Cardoso/SBT/Montagem UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

07/06/2019 15h01

Rodrigo Faro falou abertamente sobre a briga com a apresentadora Eliana, com quem disputa audiência nas tardes de domingo. O apresentador do "Hora do Faro" admitiu ao "TV Fama" que vai ao ar hoje que deixou de seguir a colega no Instagram e disse que fez isso por conta de atitudes dela que ele não gostou.

"Real, deixei de seguir. Tiveram algumas coisas que ela fez, que me deixaram chateado. E não só ela, outras pessoas deixei de seguir também. O Instagram é uma extensão da minha casa e tem pessoas que eu sempre recebi bem na minha casa, e de repente, recebi umas coisas que eu não gostei, então parei de seguir, normal", disse ele.

Apesar de tudo, ele nega qualquer possibilidade de apresentar um programa no sábado: "De jeito nenhum. Magina! O programa está mega consolidado. Quero ficar velhinho no domingo, 'véinho'".

Faro tem penado para vencer Eliana na "guerra" pelo Ibope neste ano. Após diversas derrotas, Faro deixou de seguir Eliana no Insta e e decidiu reagir à entrevista de Xuxa Meneghel, sua colega de Record, para a rival, contra-atacando com outra Xuxa, a sósia holandesa que virou meme em 2017.

Problemas de saúde

Faro também falou na entrevista sobre um problema de saúde que teve. "Um dia cheguei para Vera [Viel], e contei. Ela falou: 'Então, vamos ao médico ver o que você tem'. Foi quando fui, e ele me disse que eu estava com ansiedade além do normal", relatou ele.

Segundo o apresentador, ele teve muito auxílio da mulher para superar a situação: "Ela me ajudou muito, porque quando você está em um momento desses, de stress - porque é uma pressão muito grande - você precisa falar para alguém, né. Quando a pessoa não fala, isso evolui para uma depressão, e talvez uma coisa mais grave".