Topo

Famosos


Vizinho de suspeito de matar ator de Chiquititas relata momentos de terror

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

10/06/2019 13h43

Vizinho do comerciante Paulo Cupertino, principal suspeito de matar o ator Rafael Miguel e os pais, no bairro de Pedreira, na zona sul de São Paulo, o aposentado José Marques, 69, afirma ter escutado os disparos no domingo.

O aposentado mora na rua há 40 anos, a três casas do local do crime, e na tarde de domingo estava com a família no momento da tragédia.

"Estávamos fazendo um churrasco quando ouvi um tiroteio. O pessoal pensou que era bombinha, mas eu falei: 'Corre pra dentro'. Parecia arma automática porque foram vários tiros seguidos. Tinha uma pessoa que gritava muito, acredito que fosse a namorada"", disse.

O aposentado conta que chegou a sair de casa para saber o que estava acontecendo. Segundo ele, muitas pessoas, incluindo crianças, saíram correndo pela rua após os assassinatos.

O aposentado José Marques, que mora na mesma rua onde Rafael e sua família foram mortos, José Marques relatou que ouviu os disparos - Felipe Pinheiro/UOL
O aposentado José Marques, que mora na mesma rua onde Rafael e sua família foram mortos, José Marques relatou que ouviu os disparos
Imagem: Felipe Pinheiro/UOL
"Tinham crianças jogando bola, elas correram. Eu fui verificar o que tinha acontecido e vi três pessoas mortas", relatou.

Maques diz que conhecida o homem suspeito das mortes, a quem cumprimentava com frequência. Ele também já esteve na casa de peças de Cupertino, que também fica próxima de onde ocorreu o crime.

"Era uma pessoa normal para mim, bem reservada. Não sabia que ele era violento", afirma.

A reportagem também conversou com um vizinho que pediu para não ser identificado. Segundo ele, Cupertino "tinha fama de ser um cara violento".

Crianças que saíam de uma escola próxima ao endereço do crime notavam os rastros deixados pela tragédia. "Muito sangue", exclamou uma delas.

Uma mulher, que pediu para não ter seu nome divulgado, disse que conheceu Rafael e que chegou a dar aula para ele de natação. Ela soube do crime por um grupo de amigos do Facebook.

"Era uma criança super dócil. É triste, mas não por ser um conhecido, mas por faltar amor", lamentou ela.

O crime

Segundo o boletim de ocorrência, ao qual a reportagem do UOL teve acesso, Paulo Cupertino era contra o namoro da filha, Isabela Tibcherani, com o ator de "Chiquititas" e que ficou famoso ainda criança no comercial de TV em que pedia para a mãe comprar brócolis em um supermercado.

Acompanhado pelos pais, o jovem de 22 anos teria ido até a casa da namorada para conversar sobre o namoro. "O comerciante Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, chegou ao local armado e atirou nas três vítimas que estavam no portão da casa. As vítimas morreram do local", diz o boletim.

O caso, registrado como homicídio consumado, é investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) e as equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime.

Por meio de nota, o SBT lamentou a morte do ator. "O SBT lamenta profundamente a morte de Rafael Henrique Miguel e seus pais. O ator tinha 22 anos e foi morto na tarde deste domingo (09), após ser baleado. No SBT, Rafael interpretou o personagem Bentinho na novela Cristal (2006) e seu trabalho mais recente na emissora foi como Paçoca na novela Chiquititas, exibida em 2013. A emissora lamenta o ocorrido, e deseja que Deus conforte seus familiares e amigos", disse a emissora.

Mãe, quero brocólis; relembre a propaganda

UOL Entretenimento

Mais Famosos