Topo

Famosos


Filho de Mauricio de Sousa denuncia homofobia: "Eu não vou ficar calado"

Reprodução/Instagram
Maurício de Sousa entre o genro, Rafael Piccin, e o filho, Mauro Imagem: Reprodução/Instagram

Thaís Sant'Anna

Colaboração para o UOL

2019-06-14T14:44:15

14/06/2019 14h44

Mauro Sousa, filho de Mauricio de Sousa -- que inspirou o pai a criar o personagem Nimbus nos quadrinhos da "Turma da Mônica" --, denunciou em seu Instagram hoje um comentário homofóbico que viu a seu respeito na web.

"Tenho 56 anos, fui fã da revistinha da 'Turma da Mônica'. Infelizmente, hoje Mauricio de Sousa, sem forças pra decidir sua vida, vai deixar um 'viadinho' desfazer seu sucesso de décadas", escreveu a pessoa, que teve seu nome poupado por Mauro.

O diretor de espetáculos, parques e eventos da Mauricio de Sousa Produções não deixou o texto sem resposta e falou que hoje homofobia é crime -- citando a decisão tomada ontem pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que equiparou a homofobia ao crime de racismo.

"Em uma reportagem recente, eu comentei, sim, que havia planos de um personagem gay na 'Turma da Mônica' e, por conta disso, o infrator fez o comentário homofóbico acima. A diferença entre ontem e hoje é que ontem ele era apenas mais um hater. Mas hoje, ele é um criminoso e pode ir para a cadeia. Não, eu não vou ficar calado. Não, eu não quero mais aceitar que me chamem de 'viadinho'. Só quem pode me chamar assim sou eu mesmo. E sim, a LBGTfobia agora, é crime. Beijos coloridos", declarou Mauro.

Recentemente, Mauro e o marido, Rafael Piccin, apareceram em uma foto postada por Mauricio de Sousa.

""Em casa, com o filho Mauro, que inspirou o personagem Nimbus, e o companheiro dele, meu genro, Rafael", legendou o cartunista.