PUBLICIDADE
Topo

Rita Cadillac fala de filmes pornô, rivalidade com Gretchen e prostituição

Rita Cadilac participa do Superpop - Reprodução/RedeTV!
Rita Cadilac participa do Superpop Imagem: Reprodução/RedeTV!

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

04/07/2019 08h00

Rita Cadillac foi ao SuperPop de ontem passar a limpo sua vida. A ex-chacrete revisitou assuntos como osfilmes adultos que protagonizou, a suposta rivalidade com Gretchen e o breve período em que precisou se prostituir.

Sobre os filmes, a necessidade falou mais alto. "Foi muito difícil para mim. Eu sou romântica, caseira, sou mãe. Sexo é muito bom quando tem química, quando tem sentimento pela pessoa. Fazer por fazer nunca foi a minha, sempre fui muito quieta. Na época eu fiz porque eu precisava muito. Comprei minha casa com esse dinheiro, ajudei meu filho. Não foram milhões, mas deu para o que eu precisava".

Não foi fácil encarar as cenas. "Tomei todas, e eu não bebo. Bebia litros. Dói na alma, aqui dentro. Destrói a pessoa. Não falo 'nunca mais farei', eu não faria de novo. Se eu pudesse voltar no tempo, não faria", desabafa.

Amigas ou rivais?

Com Gretchen, o clima sempre foi cordial. "Rivalidade nunca existiu. Nunca competi. Ela veio cantando primeiro, como vou competir com alguém que tem um nome? Nunca aconteceu nada", garante, esclarecendo que não se envolveu com o cantor Chrystian, da dupla com Ralf, quando ele era casado com a cantora.

"Na época uma das chacretes saía com o Chrystian, mas não era eu. Falaram que era eu, mas quando namorei o Chrystian, ela já tinha se separado dele". E como é o clima quando as duas se encontram e conversam sobre o passado? "Já morremos de rir. Desejo toda a sorte do mundo pra ela, fico feliz pelo momento que ela está passando".

O namoro com o ex-marido, Luiz Roberto de Nóbrega, foi assunto. "Nós moramos juntos pouco mais de um ano, separamos mas continuamos nos falando todo dia, foram dez anos de amizade. [Reatamos] No Natal. A gente bebeu, falei pra ele dormir em casa...", diverte-se.

Prostituição

As dificuldades logo que o filho Carlos César Coutinho nasceu foram lembradas. "A Rita Cadillac nunca foi garota de programa. A Rita de Cássia foi, mas por muito pouco tempo. Porque quando eu me separei do pai do meu filho, não tinha ninguém no mundo e estava com um filho embaixo do braço. Eu tinha 17 para 18 anos e tinha que me virar. O primeiro dia foi péssimo, chorei, a pessoa acabou me dando o dinheiro sem fazer nada comigo".

Rita olha para sua trajetória sem remorso. "Eu não tenho razão de mentir, não tenho vergonha de mim, tenho até muito orgulho. Meu filho e minhas netas têm orgulho de mim, os amigos também, porque sempre fui muito honesta. Nunca fiz nada para pisar em alguém, para passar por cima ou ter vantagens. Como nunca menti, as pessoas confiam e sabem. Eu sempre estou dando volta por cima".