Topo

Televisão


MP vai investigar suposto comentário racista de apresentador do SBT

Stanley Gusman no Alterosa Alerta: piada considerada racista revolta web (Reprodução/TV Alterosa/SBT)

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

2019-07-11T17:02:38

11/07/2019 17h02

O Ministério Público de Minas Gerais abriu investigação para apurar "suposta prática de racismo" cometida pelo apresentador Stanley Gusman, da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas.

"O MP-MG instaurou Procedimento Investigatório Criminal para apurar suposta prática de racismo por apresentador de programa da TV Alterosa, veiculado em Minas Gerais. O Ministério Público já requisitou uma cópia do programa para apuração", informou o órgão através de mensagem publicada no Twitter.

A informação sobre o procedimento instaurado também foi confirmada pela assessoria do Ministério Público em contato com UOL.

Durante o programa "Alterosa Alerta", na última terça-feira (9), Gusman se referiu ao presidente do instituto Ibope Inteligência, Carlos Augusto Montenegro, usando um trocadilho. "O dono do Ibope se chama Montenegro. Se ele fosse do bem, iria se chamar 'monte branco'". (Assista ao vídeo abaixo)

Ele tentou justificar o comentário ainda no ar. "Não é de cor não, gente. É escuro, escuridão. Céu branco, inferno negro. Vocês também são muito, né?!".

A fala durante a conversa com o repórter Rafael Martins foi considerada racista por muitas pessoas que assistiam ao programa e o assunto repercutiu nas redes sociais.

Após a repercussão negativa, o próprio Stanley Gusman pediu desculpas no programa de quarta-feira.

"Eu peço, humildemente, desculpas a quem possa ter ofendido. Eu estou absolutamente constrangido por isso. Peço desculpas a você, telespectador da TV Alterosa, que sempre me dedicou confiança e carinho. Peço desculpas ao meu colega de programa, Rafael, que de alguma forma eu expus durante o meu comentário. Peço desculpas também à TV Alterosa por este meu erro. Por fim, quero dizer que este episódio está me permitindo refletir muito. Me desculpem", afirmou.

Constrangido com a situação, o repórter Rafael Martins --que também é deputado estadual pelo PSD-- decidiu deixar o programa "Alterosa Alerta", onde atuava há 4 anos. (Leia o comunicado, na íntegra, abaixo)

"Afirmações racistas, ainda que em tom jocoso, devem ser repudiadas com veemência por todos aqueles que defendem uma sociedade inclusiva, na qual os direitos alcancem indistintamente os cidadãos. E eu me encontro entre esses. Em função das declarações do apresentador Stanley Gusman, decidi deixar o programa 'Alterosa Alerta'", afirmou ele.