Topo

Televisão


Astro no SBT, Chucky "assusta" Silvio e ganha dublê anão para pegadinha

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

15/08/2019 04h00

Chucky será estrela da próxima Câmera Escondida de terror do Programa Silvio Santos. O boneco do filme Brinquedo Assassino, que estreia nos cinemas na próxima quinta, conheceu o SBT e se sentiu muito à vontade na emissora: "assustou" Silvio e foi "safadinho" com Lívia Andrade.

O dono do SBT estranhou o novo "astro" da casa, mas topou posar com o boneco, encorajado pela sobrinha e produtora, Dory Abravanel. Chucky também tirou fotos com os integrantes do Jogo dos Pontinhos, com o "rei" das pegadinhas Ivo Holanda e ao lado dos fiéis escudeiros de Silvio, Roque e Liminha.

A visita de Chucky faz parte da estratégia para divulgar a quarta Câmera Escondida estrelada pelo Brinquedo Assassino. O SBT exibirá duas pegadinhas: neste domingo, ele assustará pessoas dentro da pipoqueira de um cinema em São Paulo. No dia 25, sairá de uma caixa de brinquedos correndo atrás das "vítimas".

O UOL acompanhou as provas de figurino e cenografia da Câmera Escondida Brinquedo Assassino e entrevistou o "dublê" de Chucky, o anão William Pitoco.

Sem faca

No SBT, Chucky não perseguirá pessoas com um facão. O boneco até usará uma imitação do utensílio doméstico para rasgar a caixa de brinquedos na pegadinha, mas jogará a faca no chão antes de correr atrás das "vítimas". A emissora teve problemas com uma Câmera Escondida de Chucky no ponto de ônibus. O YouTube retirou do ar por causa do item pontiagudo.

Boneco só para testes

O Chucky que visitou o SBT é o mesmo usado no filme Brinquedo Assassino, emprestado pela distribuidora para que a produção das Câmeras Escondidas pudesse confeccionar máscara e roupa idênticas à do personagem. Entretanto, ele aparecerá na pegadinha com o anão, vestido como o boneco, rasgando a caixa de brinquedos.

Paulo Pacheco/UOL
Imagem: Paulo Pacheco/UOL

Chucky pela quarta vez

William Maciel Massa, o Pitoco, será Chucky pela quarta vez em uma Câmera Escondida. A altura (1,23 m) e o porte físico o ajudam para o papel. O anão tem as qualidades para saltar da pipoqueira e correr atrás das "vítimas". "O pessoal fala que eu já estou com a máscara", brinca sobre sua beleza.

Famoso também por ser o Mini Léo Lins do The Noite, o ator de 28 anos trabalha em pegadinhas desde os 20. A missão dele como Chucky é apanhar no lugar do boneco, que precisa voltar intacto para os Estados Unidos.

"Na primeira que fiz, no ponto de ônibus na avenida Paulista, um cara jogou celular em mim, jogou bolsa, saiu no meio da rua correndo atrás de mim", relembra Pitoco, que não tem medo de levar porrada nas pegadinhas.

Reaproveitamento

Paulo Pacheco/UOL
Imagem: Paulo Pacheco/UOL
Embora sejam superproduções, as Câmeras Escondidas conseguem ser "sustentáveis" para o SBT. A produção das pegadinhas consegue reaproveitar boa parte dos itens utilizados em outros vídeos. A pipoqueira em que Chucky se esconderá, por exemplo, foi um pegador de brinquedos em outra câmera com o boneco. As caixas de brinquedos também apareceram em uma pegadinha do Brinquedo Assassino.

Máscara

Pitoco se sentiu à vontade usando a máscara de Chucky. Ela foi confeccionada sob medida, com base no molde do rosto do anão. Fabricada com látex por um especialista, ela demorou duas semanas para ficar pronta. Em seguida, a produção das Câmeras Escondidas gastou três dias para produzir e implantar o cabelo ruivo do boneco.

Making of

Paulo Pacheco/UOL
Imagem: Paulo Pacheco/UOL
O SBT também grava o making of das Câmeras Escondidas e divulga na internet. A atriz Aline Serrano entrevista os atores e as "vítimas" da pegadinha. Embora fique só nos bastidores, ela já passou por alguns perrengues durante o trabalho.

"Muitas vezes, tenho que sair correndo com o câmera, e você sabe quanto pesa uma câmera. Às vezes a gente está dentro de van, na moita, porque sou pequenininha e caibo em qualquer lugar. A parte que fica bem estranha é sair correndo atrás da 'vítima', que às vezes não sabe nem o que está acontecendo, e de repente a primeira reação é um soco em cima da gente. Se tiver que apanhar, a gente apanha", afirma ela.