Topo

Famosos


Sônia Braga justifica ausência em novelas: "Existe monopólio"

Sônia Braga - Reprodução/Instagram
Sônia Braga Imagem: Reprodução/Instagram

Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

30/08/2019 04h00

Um dos principais nomes da teledramaturgia brasileira, protagonista de dois grandes clássicos da TV --Gabriela (Globo, 1975) e Dancin' Days (Globo, 1978)--, Sônia Braga está fora das novelas desde sua participação em Páginas da Vida (Globo, 2006), de Manoel Carlos. Dona de uma carreira de sucesso no exterior, a atriz tem se dedicado ao cinema e a séries.

Paolette e Sônia Braga em cena da novela Dancin' Days - Memória Globo
Paolette e Sônia Braga em cena da novela Dancin' Days
Imagem: Memória Globo

"Praticamente, só fiz novelas a minha vida inteira. Sempre adorei. Não fazer era um castigo para mim. Sempre achei que a novela é o teatro democrático, que o povo pode ver de graça", elogia a artista. Ela justifica sua ausência em folhetins nacionais dizendo: "Existe monopólio das novelas".

No Brasil para divulgar o filme Bacurau, Sônia aproveitou para esclarecer, que mesmo morando em Nova York, ela pretende voltar sempre ao Brasil e lutar pelos brasileiros. "Quero marchar novamente aqui, se for necessário, ao lado de Caetano Veloso. Vou estar na praça, na rua", declara.

A artista não abre mão da sua responsabilidade como cidadã por ser famosa. "Apesar de muitas pessoas não considerarem, sou uma trabalhadora também. O presidente está lá para nos ajudar e servir. É muito difícil ter que ficar falando sobre a mesma coisa há tantos anos", reforça.

Sônia Braga em cena do filme pernambucano "Bacurau", que ganhou o prêmio do juri em Cannes - Divulgação
Sônia Braga em cena do filme pernambucano "Bacurau", que ganhou o prêmio do juri em Cannes
Imagem: Divulgação

Militante em prol de diversas causas, a estrela não poupa críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro. "São questões fundamentais de vida que o povo brasileiro trabalhador está correndo o risco de perder, muitas conquistas, até mesmo a nossa Constituição", lamenta.

A atriz diz que independentemente do posicionamento político, a população tem os mesmos desejos. "Todo o mundo quer a mesma coisa. Todos querem um teto, ter três refeições ao dia e viver com dignidade."

Sônia ainda reforçou o coro dos protestos contra as queimadas na Amazônia e lembrou da importância das demarcações das terras indígenas. "Estamos vivendo esse problema sério e emergencial da Amazônia e dos nossos irmãos indígenas. Nenhum brasileiro deve ficar calado neste momento", conclui.