Topo

TV e Famosos


Por que a web usou #Chernobyl para Carlinhos Maia e Patricia Abravanel

Carlinhos Maia - Reprodução/Instagram
Carlinhos Maia Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

02/09/2019 15h46Atualizada em 02/09/2019 16h50

Dois personagens da web e da TV se destacaram neste fim de semana por declarações de machismo e intolerância. Carlinhos Maia criou controvérsia ao chamar jovens que tentam suícidio de "imbecis". Por sua vez, Patrícia Abravanel virou tendência nas redes sociais por falar que mulher não deve negar sexo ao seu companheiro. As frases levaram os internautas a subirem a hashtag "Chernobyl" para definir as celebridades.

Na web, o termo "Chernobyl" é usado para definir alguém como 'tóxico'. Os internautas se revoltaram com as afirmações de Carlinhos Maia e Patrícia Abravanel e nesta segunda-feira iniciaram uma disputa para saber quem tem feito mais mal com suas declarações recentes.

Durante a tarde de ontem, Carlinhos Maia disse que as pessoas precisam ser fortes e que nada na vida será fácil, criticando os jovens que pensam em suicídio.

"Você achava mesmo que ia ser fácil? Eu vejo meninos aqui com 16 anos me mandando 'Eu quero me matar'. Vai, ô, imbecil. Vai se matar porque você nem começou a vida ainda", declarou o influencer.

Mais tarde, foi a vez de Patrícia Abravanel virar notícia ao falar que a mulher não deve "negar fogo" ao seu companheiro para ele não trair.

"Se a gente nega fogo aqui, ele vai procurar ali. Então a gente tem que estar sempre ali. Quer? A gente tá ali, entendeu? Pra não procurar em outro lugar. Mas na bíblia fala isso, sabia? Que a gente não pode. Se o marido vier procurar, a gente tem que? Assim como se a gente quiser, ele também não pode negar fogo", disse a artista.

Veja abaixo a reação dos internautas ao falarem das declarações das celebridades:

Mais TV e Famosos