Topo

Televisão


Sandra Annenberg chora ao vivo em despedida e passa Jornal Hoje para Maju

Do UOL, em São Paulo

13/09/2019 14h05

Sandra Annenberg se emocionou ao vivo nesta tarde ao se despedir do Jornal Hoje, telejornal que comandou durante 16 anos. A apresentadora não segurou as lágrimas ao analisar sua trajetória e passou o bastão para Maria Júlia Coutinho, nova titular da bancada.

Annenberg se despediu no último bloco do JH, mas não conseguiu falar as primeiras frases do texto que preparou para o encerramento sem chorar.

"É chegada a hora da despedida. Eu tive o privilégio de ter a sua companhia nos últimos 16 anos nesta bancada. Diariamente, nos encontramos aqui, ao vivo e em cores, olho no olho. Eu espero ter conseguido levar a notícia até você da melhor maneira possível. Tenha certeza: eu fiz o meu trabalho com toda a verdade... com toda a transparência... e sentimento. Juntos, assistimos à história acontecendo, e acompanhamos as transformações do nosso país e do mundo", disse Sandra, com a voz embargada.

Em seguida, ela anunciou sua ida para o Globo Repórter e chamou para o estúdio a nova apresentadora do JH, Maria Júlia Coutinho: "Agora, vem aí mais uma mudança em nossas vidas. Eu sigo para uma nova jornada no Globo Repórter, e vocês ficarão na companhia da Maju, Maria Júlia Coutinho".

"É uma responsabilidade ocupar o lugar que você ocupou com tanto profissionalismo, competência, amor, a gente sabe da sua paixão. Fico muito feliz de ocupar esse espaço", disse Maju, que deixou Sandra em choque ao anunciar uma retrospectiva da colega na bancada do Jornal Hoje.

Sandra Annenberg fica em choque ao descobrir homenagem do Jornal Hoje - Reprodução/TV Globo
Sandra Annenberg fica em choque ao descobrir homenagem do Jornal Hoje
Imagem: Reprodução/TV Globo

"Parabéns, Sandra, que história linda!", elogiou Maju, enquanto via Sandra chorar com a homenagem. "Difícil falar depois disso tudo. Eu só tenho a agradecer a você [telespectador], que esteve aqui tão pertinho de mim todo esse tempo, e te desejar tudo de bom, que você seja feliz aqui como eu fui. Muito, muito, muito obrigada por tudo", disse Annenberg, emocionada.

Márcio Gomes apresentará o Jornal Hoje entre 16 e 27 de setembro - Reprodução/TV Globo
Márcio Gomes apresentará o Jornal Hoje entre 16 e 27 de setembro
Imagem: Reprodução/TV Globo
Maju aproveitou para explicar que assume a bancada do Jornal Hoje apenas no dia 30. Sandra deixa o telejornal para preparar sua estreia no Globo Repórter. Nas próximas duas semanas, o JH será ancorado por Márcio Gomes, que participou da despedida da colega.

"Acho que falo em nome da redação de São Paulo, do Rio, do Brasil inteiro. Sucesso a vocês duas. Se a gente acompanhou a história com a Sandra, vai continuar acompanhando a história com a Maju", elogiou Márcio Gomes.

Sandra Annenberg: de atriz a apresentadora

Sandra Annenberg começou sua carreira na televisão como atriz, tendo atuado em produções como o seriado Tarcísio e Glória (1988) e Pacto de Sangue (1989). Depois de alguns anos na teledramaturgia, foi procurar trabalho como apresentadora, pois não queria ter de se mudar para o Rio para continuar atuando.

Sandra se tornou a primeira mulher a ter um quadro fixo no Jornal Nacional, em 1991, quando começou a fazer a previsão do tempo no jornalístico. O fato virou piada em coluna publicada por José Simão na época. "Deus criou a mulher, e o Jornal Nacional só descobriu agora", escreveu ele.

Depois, passou pelo Fantástico e pelo SPTV. Participou da cobertura dos Jogos Olímpicos de Atlanta e, no ano seguinte, virou apresentadora e editora-executiva do Jornal da Globo. Em 1998, pisou pela primeira vez no Jornal Hoje como apresentadora, deixando a bancada em 1999, para voltar à reportagem.

Em 2000, virou correspondente da Globo em Londres, onde participou de coberturas importantes, como a do 11 de Setembro e a da queda do ditador da sérvia, Slobodan Milosevic.

Foi em 2003 que ela retornou ao Jornal Hoje e nunca mais saiu. Em 2013, ainda estreou o programa Como Será?, exibido aos sábados de manhã. Sandra ganhou fama por causa de sua espontaneidade e de seu carisma, formando uma dobradinha de sucesso com Evaristo Costa, que deixou o jornal em 2017.