Topo

Novela

Éramos Seis


Nicolas sobre Giselle Prattes: "Sou pós-graduado em mãe, paixão de louco"

Nicolas Prattes com a mãe, Giselle Prattes, na festa de lançamento de O Tempo Não Para - Isabella Pinheiro/Gshow
Nicolas Prattes com a mãe, Giselle Prattes, na festa de lançamento de O Tempo Não Para Imagem: Isabella Pinheiro/Gshow

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

17/09/2019 04h00

O visual novo, composto por um bigode que tanto pode ser de um hipster dos dias de hoje como de um rapaz de época, empolgou Nicolas Prattes. O ator interpreta Alfredo no remake de Éramos Seis, próxima novela das 18h que estreia dia 30. No entanto, ele estava preparado para fazer outro filho de Lola (Gloria Pires), o Carlos, que é o mais velho e certinho.

"[O uso do bigode] era para passar maturidade, aí me mudaram para o Alfredo, que é meio alter ego do pai, o Julio [Antonio Calloni], que também está de bigode. Eu não queria tirar porque acho que é a poesia deles. Então decidiram que eu usaria bigode também", contou Prattes em conversa com jornalistas nos bastidores das gravações da novela nos Estúdios Globo, na zona oeste do Rio.

Na trama, Alfredo, que na versão exibida pelo SBT em 1994 foi interpretado por Tarcísio Filho, é um rebelde inquieto. Segundo Prattes, ele se sente incompreendido e isso gera um sentimento de autodestruição. No entanto, Alfredo é bom e esse lado aparece principalmente na relação que tem com a mãe.

"A mãe é como se fosse uma santa, então esse amor é o que justifica tudo. Sou pós-graduado em relação de mãe com a minha na vida real. Uma paixão de louco. Coloco do mesmo tamanho da que o Alfredo tem pela Dona Lola porque ele faz coisas por ela que justificam esse amor tão grande, que eu também tenho. Ele é aquele que não faz nada [em casa] e aparece com um par de meias para a mãe, como presente. Ele não quer conquistar, ele faz de verdade", explicou o ator comparando com o relacionamento que tem com a mãe, a atriz Giselle Prattes, 38.

Nicolas Prattes interpretará Alfredo em Éramos Seis - Raquel Cunha/Globo
Nicolas Prattes interpretará Alfredo em Éramos Seis
Imagem: Raquel Cunha/Globo

O ator também confessa que, quando mais novo, tinha um ciúme incontrolável pela mãe. Hoje, ele admite que é mais ameno, mas que ainda sente ciúme de Giselle.

"Sim, tenho ciúme. Agora ficou mais saudável. Quando era pequeno, andava em um shopping com ela e se passasse por um homem eu já sabia que ele olharia para a bunda dela. Quando eu via que ele estava olhando, pegava na mão dela e continuava encarando o cara. Fui crescendo e um dia ela falou que eu apanharia se continuasse a fazer isso."

"Galã, eu?", questiona Prattes

Prattes, 22, já coleciona personagens que podem ser apontados como galãs mocinhos de tramas da emissora: Zacarias, em Rock Story, de 2017, e Samuel, de O Tempo Não Para, exibida entre 2018 e 2019. O ator, que agora fará o rebelde da trama —tipo de papel que tem tudo para cair no gosto do público—, não se vê como galã.

"Alfredo, mocinho, pode esquecer. Ele não é. Se tiver algum mocinho é Carlos [Danilo Mesquita]. Alfredo é o antagonista. Rótulo não me incomoda, só não acredito. Vi uma entrevista do Tarcísio Meira em que ele fala que, no início, falavam sobre isso e só o motivava para fazer mais, que ele não se incomodava. Se ele não se incomodava, quem sou eu? Entendo que faz parte [do trabalho], mas também só não acredito."

Mais Éramos Seis