Topo

Novela

A Dona do Pedaço


"Fiz A Dona do Pedaço com uma certa pressa", diz Walcyr Carrasco

Walcyr Carrasco durante participação no programa "Conversa com Bial" - Reprodução
Walcyr Carrasco durante participação no programa "Conversa com Bial" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

23/10/2019 07h33

Walcyr Carrasco deu detalhes sobre seu processo de criação da novela "A Dona do Pedaço" durante participação no programa "Conversa com Bial" de ontem. O autor contou em qual horário costuma escrever e disse que desenvolveu a história rapidamente.

"Essa trama eu fiz com uma certa pressa. Tinha um tempo curto, (o diretor de dramaturgia) Silvio de Abreu me ajudou a discutir a sinopse. Fiz em três semanas", disse. "Quando criei estava fascinado pela Maria da Paz. A primeira opção foi a Juliana (Paes)".

À noite ele rende mais. "Sento, escrevo, às vezes deixo buraco para os colaboradores fazerem. Como 's', perco o tamanho, mas sento e as ideias chegam. [Escrevo] de madrugada, depois que vejo a novela sento para escrever. Depois vou relaxando na madrugada fumando charuto para os personagens irem embora".

Carrasco acredita que o Brasil não está tão conservador quanto parece. "Não sei se o cidadão brasileiro em sua maioria tem essa freada conservadora. Tem gente que grita muito e parece que é o todo, que é a dona da verdade. Mas a trans [Britney, interpretada por Glamour Garcia], todo mundo torce por ela. A novela dá uma audiência fabulosa e a atriz é amada", aponta.

E como o autor lida com as críticas à presença de personagens gays na novela? "Não respondo porque existe a reclamação no Twitter principalmente. Eu faço a história e vejo a audiência. A gente tem dado 40. Se dá 40 está indo bem, o público está aceitando".

Ele comentou ainda sobre a sequência de Verdades Secretas, confirmada para 2021. "Existe o projeto, existe o convite. Espero que daqui a mais ou menos um ano a gente faça. Tem que ter mais ou menos os mesmos personagens para termos a continuação".

A Dona do Pedaço