Topo

Famosos


Acusadores de Michael Jackson vistos em doc devem ganhar novo julgamento

Wade Robson (à esq.) e James Safechuck (à dir.) posam ao lado do diretor Dan Reed (centro) - Taylor Jewell, Invision/AP
Wade Robson (à esq.) e James Safechuck (à dir.) posam ao lado do diretor Dan Reed (centro) Imagem: Taylor Jewell, Invision/AP

Do UOL, em São Paulo

18/11/2019 10h32

Wade Robson e James Safechuck devem ganhar um novo julgamento a respeito de suas acusações de abuso sexual contra o cantor Michael Jackson. Os dois detalharam suas denúncias no documentário Deixando Neverland, que foi exibido pela HBO no começo do ano.

As informações são da TMZ. O processo de Robson e Safechuck contra os administradores do legado de Jackson foi originalmente dispensado pelas cortes em 2017, em parte porque o crime prescreveu segundo a lei norte-americana.

Os dois acusadores apontam que Jackson cometeu abuso sexual contra eles na infância. No caso de Robson, por exemplo, o abuso teria acontecido entre os sete e 14 anos — atualmente, o dançarino e coreógrafo tem 37 anos.

Após a decisão inicial, a dupla e seus advogados recorreram, e um juiz na Califórnia (EUA) concedeu o direito a um novo julgamento. Recentemente, o estado norte-americano passou uma lei que amplia o período necessário para o crime de abuso sexual prescrever.

A decisão não é definitiva, no entanto. Antes do caso chegar a um júri os advogados do legado de Michael Jackson poderão argumentar a um juiz contra a continuação do processo.

Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa redonda do UOL sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Famosos