Topo

Televisão


Globo anuncia saída de diretor-geral após 25 anos

Alberto Pecegueiro deixou o cargo de diretor-geral do Grupo Globo - Paula Giolito/Folhapress
Alberto Pecegueiro deixou o cargo de diretor-geral do Grupo Globo Imagem: Paula Giolito/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

18/11/2019 12h20

Resumo da notícia

  • Alberto Pecegueiro deixou cargo de diretor-geral do Grupo Globo após 25 anos
  • Executivo foi convidado para fazer parte dos conselhos administrativos das joint ventures da qual o grupo faz parte
  • Pecegueiro foi um dos principais responsáveis por tornar a Globosat a maior programadora de TV por assinatura da América Latina

O Grupo Globo anunciou na manhã de hoje que o diretor-geral Alberto Pecegueiro decidiu encerrar suas atividades executivas a partir de janeiro de 2020. O anúncio foi feito por Roberto Irineu Marinho, presidente do Conselho de Administração, e por Jorge Nóbrega, presidente-executivo do Grupo Globo, em comunicado distribuído aos funcionários da empresa.

Em comunicado enviado à imprensa, a Globo informa que convidou o executivo para fazer parte dos conselhos administrativos das joint ventures da qual o grupo faz parte. O profissional trabalhou durante 25 anos na emissora.

"Alberto foi sempre o nosso olhar atento para os grandes movimentos da mídia do mundo, tendo tecido ao longo desses anos uma rica rede de relacionamentos e amizades na nossa indústria. Será para nós uma perda não ter Alberto na equipe de liderança executiva da Globo de janeiro em diante. Mas ficamos felizes de continuar contando com sua colaboração em outro formato, como nosso representante nos conselhos de administração das quatro 'joint ventures' da qual fazemos parte, e no apoio às negociações com nossos parceiros de distribuição", explicou a empresa em comunicado.

Pecegueiro foi um dos principais responsáveis por transformar a Globosat na maior programadora de TV por assinatura da América Latina. Ele é responsável por implementar o modelo de programação baseado em parcerias nacionais e internacionais, além de estimular o desenvolvimento dos produtores independentes no Brasil.

Televisão