PUBLICIDADE
Topo

Globo usa piscina de onda e efeito especial para criar furacão em novela

Deborah Secco interpreta Alexia na novela Salve-se Quem Puder - Divulgação/TV Globo
Deborah Secco interpreta Alexia na novela Salve-se Quem Puder Imagem: Divulgação/TV Globo

Débora Miranda

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Próxima trama das sete teve alto investimento em efeitos visuais para gravar as cenas do furacão
  • Novela contará história de três protagonistas que são dadas como mortas após testemunhar crime
  • Para fugir dos bandidos, as três assumem novas identidades e entram no programa de proteção à testemunha
  • Estreia de Salve-se Quem Puder está programada para 27 de janeiro

Com investimento pesado em computação gráfica e efeitos visuais, a Globo criou um furacão que promete causar grandes mudanças na vida das protagonistas da próxima novela das sete, Salve-se Quem Puder, com estreia programada para 27 de janeiro.

A trama conta a história de três mulheres —Alexia (Deborah Secco), Kyra (Vitória Strada) e Luna (Juliana Paiva)— que se encontram em Cancún por um acaso do destino, testemunham um crime e precisam enfrentar a passagem do tal furacão, que deixa destruição por onde passa.

"Gravamos as cenas numa piscina de ondas cercada por chroma-key [fundo normalmente verde ou azul, que permite a adição de cenas por meio de efeitos visuais]. Estou muito feliz com o resultado", comemora o diretor artístico da trama, Fred Mayrink.

"Tivemos uma pré-produção bem robusta", completa ele. O trabalho reuniu cerca de 60 profissionais, e a gravação da passagem do furacão foi realizada durante cinco dias, em uma área de 450 metros quadrados, no Rio, com piscina de ondas artificiais. "Fizemos inclusive cenas noturnas dentro da água", revela Mayrink.

Kyra (Vitória Strada, à esq.), Alexia (Deborah Secco) e Luna (Juliana Paiva, sentada) são as protagonistas de Salve-se Quem Puder - Divulgação/TV Globo - Divulgação/TV Globo
Kyra (Vitória Strada, à esq.), Alexia (Deborah Secco) e Luna (Juliana Paiva, sentada) são as protagonistas da novela
Imagem: Divulgação/TV Globo
Além disso, a equipe de efeitos especiais escaneou uma área de 154 hectares em Cancún e registrou 10 mil imagens para a reprodução da cidade em 3D nos estúdios da Globo. A equipe também usou efeitos conhecidos como "físicos", para criar sequências com ventania, chuva e explosão, além da inundação da cidade.

Deborah Secco brincou: "Eu me senti em Hollywood". Vitória Strada comentou: "Nunca imaginei que seria tão grande, tão profissional".

As três atrizes contam que se aproximaram muito durante as gravações da novela. "Passamos 17 dias molhadas. Isso gera muita empatia", diverte-se Deborah.Juliana Paiva afirma que o furacão também pode ser visto, em Salve-se Quem Puder, como uma metáfora. "Ele faz uma situação extrema acontecer, e a vida das três é virada do avesso. A partir de então, elas vão se descobrindo e precisam se adaptar a uma nova realidade."

Programa de proteção à testemunha

Ailton Graça interpreta um juiz que é assassinado em Salve-se Quem Puder - Divulgação/TV Globo - Divulgação/TV Globo
Ailton Graça interpreta um juiz que é assassinado na próxima trama das sete
Imagem: Divulgação/TV Globo
A "nova realidade" citada por Juliana chega de supetão na vida das três protagonistas justamente no momento em que estão prestes a realizar seus maiores sonhos. "Alexia é atriz de musical, e seu desejo sempre foi fazer novela. Kyra é uma menina rica que sonhava em se casar e ter filhos. E Luna está prestes a conquistar o tão sonhado diploma, além de ter sido promovida no hotel em que trabalha. Todas estão em Cancún quando chega o furacão", conto o autor Daniel Ortiz.

O que une as três é o fato de testemunharem o assassinato de um juiz (Ailton Graça), que luta contra a corrupção. "Elas fogem dos bandidos, mas passam a ser perseguidas por essa quadrilha internacional. Fica decidido, então, que elas entrarão no programa de proteção à testemunha, serão dadas como mortas e ganharão novas identidades", conta Ortiz.

A partir daí, Alexia vira Josimara, Luna passa a se chamar Fiona, e Kyra é Cleyde. As três precisam cortar laços com todo o mundo, mudam de visual e são enviadas para a fictícia Judas do Norte, cidade do interior de São Paulo. "Elas vão viver com uma família bem caipira, vão ter que trabalhar na roça e cuidar das galinhas. Acabam ficando lá apenas uma semana e decidem fugir para São Paulo. A partir daí, uma vai se infiltrar na vida da outra", revela Ortiz.

Salve-se quem puder