PUBLICIDADE
Topo

Famosos


Isis Valverde se emociona ao relembrar o passado em lançamento de livro

"Camélias em Mim" foi uma homenagem a sua falecida avó materna, Maria Nilce Senador, que tinha um belo jardim em casa - Rafael Godinho/UOL
"Camélias em Mim" foi uma homenagem a sua falecida avó materna, Maria Nilce Senador, que tinha um belo jardim em casa Imagem: Rafael Godinho/UOL

Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

18/12/2019 00h02

Isis Valverde não conteve as lágrimas ao relembrar histórias do seu passado durante o lançamento do seu primeiro livro de poemas, intitulado Camélias em Mim, na noite desta terça-feira (17), na Livraria da Travessa, no Rio de Janeiro.

A publicação foi uma homenagem à sua falecida avó materna, Maria Nilce Senador, que tinha um belo jardim em sua casa, onde ela passou boa parte da infância, na cidade natal da atriz, Aiuruoca, interior de Minas Gerais.

"Fiquei dois anos sem entrar na casa dela depois que ela faleceu, porque eu não tinha coragem, passava mal mesmo de tanto chorar. Foi horrível. Quando entrei, estava tudo destruído, todas as plantas mortas. A única viva era o seu pé de camélias brancas, exatamente como a da capa do livro. Chorei meia hora e escrevi o texto dedicado a ela", declara.

Outro drama que inspirou a autora foi quando ela sofreu um grave acidente de carro e fraturou a coluna cervical, em 2014, no Rio de Janeiro. Isis estava dormindo no banco de trás do automóvel e demorou um bom tempo até se recuperar.

"Foi um baque muito grande na minha vida, porque eu achei que não me recuperaria mais. O médico falou para mim: 'Agradeça a alguém que você acredita porque eu não sei como é que você está aqui bem'. Só que eu estava super emocionada. Fiquei mexida com aquilo. Mexeu muito com a minha cabeça. Os cem dias que fiquei usando o colar cervical no pescoço fui para Aiuruoca e lá comecei a editar os textos", detalha a mineira, com os olhos marejados.

Apesar de escrever desde os 12 anos, Isis só publicou textos concebidos a partir dos 20. Orgulhosa, a estrela revela ter recebido o incentivo de colegas famosos para reunir seus contos e uma obra.

"Eu amo escrever e sempre lia o que escrevia nos bastidores das novelas que gravei. Já mostrei para Tony Ramos, Eliane Giardine... E aí as pessoas começaram a me fazer essa pergunta mágica: por que você não lança um livro. E eu: não! Tá louco? E começaram nessa insistência. Até que eu falei: cara, eu acho que vou me dar essa chance", conta.

Papai e marido babão

Isis Valverde com o marido André Resende e o filho Rael - Thyago Andrade/Ag. Brazil News
Isis Valverde com o marido André Resende e o filho Rael
Imagem: Thyago Andrade/Ag. Brazil News

André Rezende fez questão de acompanhar a mulher na sua estreia como escritora. O bonitão levou o filho, Rael, de 1 aninho, para prestigiar a mamãe também. O modelo chegou com o bebê no colo, chamando atenção de todos pela fofura do menino.

"Deixa eu me ajeitar que são 12 quilos no braço. Esquecemos o carrinho em casa. Aí já viu", brincou ele com os jornalistas presentes, após ser assediado por um grupo de fãs de Isis, que queria conhecer o neném.

Ele não poupou elogios à amada e revelou ter palpitado bastante no projeto. "Ela gostava de escrever no notebook e sempre lia para mim. Às vezes, eu dava minha opinião. Dizia como eu achava melhor. Nós passamos juntos os textos. Estou muito feliz de estar aqui hoje vendo mais uma realização profissional dela acontecendo. Ela merece", comemorou.

Isis Valverde ganha beijo do marido André Resende no lançamento do seu livro de poemas Camélias em Mim - Thyago Andrade/ Ag. Brazil News
Isis Valverde ganha beijo do marido André Resende no lançamento do seu livro de poemas Camélias em Mim
Imagem: Thyago Andrade/ Ag. Brazil News

Famosos