PUBLICIDADE
Topo

Famosos


Iza chora com desculpas do pai no Domingão: "Magoada e dois anos sem ver"

Do UOL, em São Paulo

12/01/2020 19h15

Iza foi a convidada para participar do quadro Arquivo Confidencial do Domingo do Faustão hoje e se emocionou com o pedido de desculpas do pai, Djalma Leite Lima.

Durante a exibição do programa, o pai da cantora fez um pedido de desculpas público pelo tempo que ficou afastado da filha e "por qualquer coisa que possa ter dito" — o que levou a jurada do The Voice às lágrimas.

"Meu pai sempre foi minha maior referência musical (...) Quando eu era criança, eu mudei para Natal e antes de ir para a casa da vila militar, a gente morou em um lugar confortável, mas o chão era de terra batida. Um dia choveu pra caramba e perdemos tudo numa enchente. A música foi embora. Naquela época, não tinha mp3. Tinha só aqueles estojos de CD e ele levava o caminhão junto", relembrou ela após o vídeo.

Iza citou a separação dos pais como um dos motivos que fizeram com que ela se afastasse dele durante um período, pelo qual também passou por dificuldades financeiras.

"Agradeço meu pai por toda influencia, esforço, dedicação. Meus pais se separaram na semana que eu larguei meu emprego. A situação financeira mudou toda. Fiquei magoada com esse processo e dois anos sem ver meu pai. Fico muito grata por isso e receber essa mensagem foi um carinho para o meu coração", completou. "É sempre duro passar por uma separação. Foi um processo necessário não só para os meus pais, mas para todos nós. Quando a gente ama alguém, a gente erra tentando acertar".

Reconciliados hoje em dia, a cantora não poupou elogios ao pai: "Obrigada por toda generosidade e humildade para falar isso para tanta gente. Você não precisa pedir desculpas por nada (...) Eu acho que a gente não tem que viver com rancor. Hoje, eu sou casada, e consigo entender melhor. Fico feliz em dizer que as coisas estão no lugar e estamos juntos".

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

"Como artista, o racismo fica velado, mas não some"

Quando questionada pelo apresentador Faustão sobre dificuldades para se tornar uma das artistas mais importantes atualmente no Brasil, Iza falou sobre as barreiras que precisou quebrar durante a sua carreira, como artista mulher e negra.

"Hoje considero que estou numa posição muito privilegiada. Eu ia para o meu trabalho, como muitas mulheres, era cantada na rua. Sempre passando por coisas e, por conta da minha profissão, as questões de preconceito ficam veladas, mas não somem. Elas têm aquele receio de se expressar como gostariam de se expressar. Tudo isso não significa que o racismo acabou, estamos caminhando. A gente precisa se ver nos lugares para estar onde a gente quer estar", opinou.

Famosos