PUBLICIDADE
Topo

Ex-BBB Ralf Krause está com suspeita de Covid-19: ?Febre há sete dias'

Ralf Krause, ex-BBB, mora na Inglaterra com a família - Reprodução/Instagram
Ralf Krause, ex-BBB, mora na Inglaterra com a família Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/04/2020 16h40

Morando na Inglaterra ao lado da esposa Lauren Hurley, o ex-BBB Ralf Krause afirmou que ele e sua família estão com suspeita de terem contraído a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Através de suas redes sociais, ele comentou sobre quando começou a sentir o mal-estar característico da doença. "Estamos os três doentes mas eu sou o mais atingido. Tusso catarro com sangue. Estou com febre e só de caminhar da sala até a cozinha, fico exausto, preciso me encostar na parede para ganhar fôlego e prosseguir", contou ele, que mora com Lauren e a filha do casal, Mimi, de 10 meses.

Há algumas semanas, Ralf deu uma entrevista ao site Gshow onde se mostrou não muito preocupado com o avanço da doença, muito por conta do seu histórico de triatleta. Ele declarou que o fato de fazer exercícios físicos constantes e manter uma alimentação saudável o protegeria de ser infectado pelo vírus.

Em pouco tempo, a realidade mudou. "Há sete dias minha mulher e minha filha começaram a apresentar o primeiro sinal da doença, com febre de 38 e meio. Para Mimi medicamos paracetamol e no dia seguinte ela estava animada, apenas com tosse. Já minha mulher custou um pouco a melhorar e a febre voltou hoje. Três dias depois eu que peguei e estou bem mal", relatou.

Como na Inglaterra o avanço da pandemia está bem acentuado, Ralf foi impedido de sair de casa e precisou chamar uma ambulância para o socorrer. "Aqui na Inglaterra temos um telefone de emergência para o qual todos ligam. Fiquei esperando duas horas para ser atendido. Quando relatei o que sentia, me mandaram ficar em casa. Mas no domingo, estava muito mal! Enviaram uma ambulância até a minha casa e o paramédico disse que sim, estávamos com coronavírus e que não poderíamos sair de casa durante 15 dias".

De acordo com o ex-BBB, a indicação é para que as pessoas não saiam de suas casas para ir a hospitais. "Eles dizem que lá estão lotados de pessoas com a doença e se eu não estiver com corona, posso me contaminar. Não vão fazer teste. O teste é só para quem está muito mal e hospitalizado", contou.

Por fim, Ralf afirmou que, no sétimo dia depois da primeira febre, começou a sentir a garganta seca, "como se o tecido quisesse rasgar".

"Pelo telefone o médico me recomendou um antibiótico. Ele mandou o email para a farmácia com o pedido e um amigo deixou o remédio na minha porta. Estou tenso porque depois de sete dias é que o pulmão é contaminado. O que posso dizer é: não subestimem o coronavírus!", alertou.

No dia 24 de março, Ralf publicou em suas redes sociais uma declaração de Jair Bolsonaro, apoiando a ideia do presidente em reabrir o comércio e citando uma "quase histeria" por causa da doença. " Então escutem o @jairmessiasbolsonaro e parem de jogar pedra, pois desta maneira o país vai naufragar antes do que vocês imaginam", escreveu na ocasião.

Famosos