PUBLICIDADE
Topo

'Malhação': Autor explica como coronavírus vai aparecer no final da trama

Emanuel Jacobina (no centro) com os diretores Leonardo Nogueira e Adriano Melo; ele foi o autor desta temporada de "Malhação" - João Miguel Júnior/Globo
Emanuel Jacobina (no centro) com os diretores Leonardo Nogueira e Adriano Melo; ele foi o autor desta temporada de 'Malhação' Imagem: João Miguel Júnior/Globo

Do UOL, em São Paulo

02/04/2020 12h39

Dentre as diversas produções da TV Globo afetadas pelas paralisações decorrentes da pandemia do coronavírus, "Malhação: Toda Forma de Amar" foi obrigada a antecipar seu final, condensar sua história e chegar ao seu desfecho mantendo o enredo emocionante e o interesse do público. O autor Emanuel Jacobina explicou como foi este trabalho e adiantou que a covid-19 virou assunto dentro da novela.

Jacobina demonstrou apoio à decisão da Globo de interromper as gravações, apesar de ter levado um tempo até aceitar a ideia.

"A direção da emissora estava coberta de razão de encerrar as gravações o quanto antes. Mas confesso que tive dificuldade de aceitar isso, inicialmente, mas logo compreendi que a vida de qualquer pessoa é mais importante que qualquer história", disse o autor.

"O final foi antecipado porque não se podia continuar gravando. A Globo me pediu para sintetizar a história e eu fiz isso da melhor maneira possível no pouco tempo disponível. Levei o assunto do coronavírus para dentro da trama. No último capítulo, Rita e Filipe andam pela cidade cenográfica completamente deserta e conversam abertamente sobre o efeito da pandemia com o público", explicou Jacobina. Dando mais alguns spoilers, avisou: "Teremos momentos de muita emoção. E um thriller policial que nos levará ao cativeiro de Rita."

Para Jacobina, uma das chaves do sucesso desta temporada foi abordar temas muito atuais e dar uma abordagem mais adulta aos jovens da trama.

"O mais interessante foi decidir experimentar uma abordagem mais adulta, ou melhor, uma abordagem sobre a vida de jovens mais velhos do que habitualmente faço em 'Malhação'. Acho que agradou bastante ao público com seus temas sobre os adolescentes, e teve uma abordagem séria de temas universais, como a adoção, a violência urbana, o perigo que a milícia representa para todos nós, o racismo e as dificuldades que os pais têm de entender e tolerar a homossexualidade", opinou.

Ainda sobre o coronavírus, o diretor artístico Adriano Melo explicou a logística de antecipar o final.

"Precisamos encerrar o trabalho para proteger nossa equipe e elenco, e ao mesmo tempo dar ao público um final belo e empolgante. Fizemos adaptações, aproveitando capítulos já gravados mas que ainda não tinham ido ao ar para criar os desfechos. E usamos também como recurso a narração do que aconteceu com os personagens, cobrindo com imagens que ajudavam a contar o que o texto do Emanuel trazia como final de cada um", disse ele.

O final da temporada de Malhação vai ao ar amanhã.

TV e Famosos