PUBLICIDADE
Topo

Carlos Villagrán diz que covid-19 'não existe' e culpa Maçonaria e B. Gates

Carlos Villagrán, intérprete de Quico em Chaves - Reprodução
Carlos Villagrán, intérprete de Quico em Chaves Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/04/2020 16h30

Carlos Villagrán, que deu vida a Quico no seriado Chaves, deu declarações polêmicas a respeito da pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, tudo não passa de uma farsa que envolve a tecnologia 5G, a Maçonaria e Bill Gates.

O ator conversou com o programa Sale el Sol, da emissora mexicana Imagen TV. Ele disse categoricamente que não acredita na pandemia. "Para mim, a covid-19 é um engano. Não existe a covid-19", afirmou.

Ele continuou, explicando a sua teoria sobre a situação. "Depois de ficarmos em casa, eles começaram a colocar antenas para o 5G, que se conectam a milhares de antenas colocadas em universidades, escolas, em todos os lugares, e também em satélites de baixo alcance, mais de 6 mil satélites. Eles querem fazer uma rede para que em 2030 controlem o que se chama de população mundial", detalhou.

Na opinião de Villagrán, os culpados sobre o "plano" são claros. "É um culto da maçonaria, e quem está por trás de tudo isso é Bill Gates, e tem muita gente por trás dele". Mesmo assim, ele disse estar tomando as precauções para não se contaminar. Segundo o periódico argentino La Nación, o ator e humorista está fazendo a quarentena em Houston, no Texas, ao lado da esposa Rebeca Palacios.

Ele discorreu sobre os motivos para manter-se em casa durante o período crítico da doença. "Vou dar uma razão muito poderosa: as bruxas não existem, mas que elas existem, existem. Sejam peras ou maçãs, estou tomando todos os cuidados", frisou.

Antevendo as críticas sobre sua opinião, o humorista disse não ter problemas com isso. "O medo debilita o sistema imunológico, então até que as pessoas se deem conta, e não haja tantos analfabetos, e não haja tanta ignorância no mundo, as pessoas vão se dar conta", finalizou.