PUBLICIDADE
Topo

Após passar mal, Sikêra diz que teste para covid-19 deu negativo: "É gripe"

Do UOL, em São Paulo

23/04/2020 18h44

Sikêra Jr., apresentador do "Alerta Nacional", da Rede TV!, reapareceu hoje no telejornal —mas de casa—, depois de passar mal e ser substituído às pressas, ontem à noite. Ele segue afastado pela direção da emissora, conforme informou o colunista do UOL Ricardo Feltrin.

Em entrevista ao vivo, realizada por meio da internet, Sikêra disse ter feito o primeiro teste rápido para covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, mas que deu negativo. (Assista ao vídeo acima)

"Estou me recuperando. É gripe. E toda gripe, agora, é suspeita. E como sou do grupo de risco, aí fica todo mundo cismado. É aquela coisa de tensão. É o momento. Eu sempre gripei, mas por esse momento especial, está todo mundo preocupado. Ontem, fiz o primeiro teste rápido para covid-19 e deu negativo, graças a Deus", comemorou.

O apresentador deve realizar um segundo teste nos próximos dias, mas continuará afastado da TV por precaução até a próxima segunda-feira.

"Então, para todo mundo ficar tranquilo, para que eu não leve risco à TV inteira, é preferível que eu fique em casa até segunda-feira, na minha quarentena, e ver se estou mesmo livre desta porrada chamada covid-19", completou.

Sikêra não apresentou o programa nesta quinta, mas a Rede TV! e a TV A Crítica, de Manaus, esperaram até o último segundo para tomar a decisão, de acordo com Feltrin.

"A coluna apurou, porém, que na emissora em Manaus o clima nesta quinta-feira é de pânico. Isso porque o âncora interagiu ontem com dezenas e pessoas, quando já apresentava sinais de que não estava bem. Ele chegou a falar no ar que não estava nada bem e pediu para ir embora."

Natural de Pernambuco, o jornalista de 50 anos ficou conhecido nacionalmente no fim de 2016, quando anunciou que todos os maconheiros morreriam até o Natal, em um telejornal local. Imediatamente, o caso ganhou repercussão nacional e ele virou meme nas redes sociais.

"Você que fuma maconha. Você vai morrer antes do Natal. Você, maconheiro, não vai ver Papai Noel, não vai ver árvore de Natal. Vai para o inferno!", brincou o apresentador, ao som de uma marcha fúnebre, na ocasião. O curioso é que três meses depois da "praga", o apresentador sofreu um infarto e foi parar no hospital.

Antes de viralizar na internet, Sikêra exorcizou suspeitos na delegacia, dançou música da Lady Gaga ao vivo, já discutiu com um telespectador no ar, caiu de moto enquanto fazia merchan e até perdeu um dente em seu programa.

Em 2019, ele foi contratado pela TV A Crítica, afiliada da Rede TV! em Manaus (AM), uma das cidades com maior número de casos do novo coronavírus no Brasil. Em dezembro, a Rede TV! anunciou a parceria para retransmitir o programa em rede nacional.

Televisão