PUBLICIDADE
Topo

Thelma fala de sua vitória no 'BBB 20': 'Mensagem de superação'

Thelma, vencedora do "BBB 20", participa do "Encontro com Fátima Bernardes" - Reprodução/Globoplay
Thelma, vencedora do 'BBB 20', participa do 'Encontro com Fátima Bernardes' Imagem: Reprodução/Globoplay

Do UOL, em São Paulo

28/04/2020 10h50

Thelma Assis, a vencedora do "BBB 20", participou hoje do "Encontro com Fátima Bernardes" para falar das emoções de sua vitória. "Agora é que está começando a cair a ficha. Foi muito emocionante. A gente estava em estado de choque, não saía nem lágrima", contou.

A vencedora também falou sobre a representatividade de sua vitória, dizendo que o "BBB 20" a deu "um lugar de fala que nem imaginava". "É uma mensagem de superação. Eu acho que a vida não é fácil para ninguém. Mas, quando você é mulher, preta, de uma classe social desfavorecida, as coisas se tornam mais difíceis", refletiu ela.

"Eu nunca deixei nenhum empecilho dominar os meus sonhos. Se eu incentivasse uma pessoa que fosse, eu estaria satisfeita. Ter tomado essa proporção... estou em estado de choque", completou, se referindo ao apoio de famosos e espectadores.

A atriz Taís Araújo foi uma das celebridades que mostrou sua torcida para Thelma no programa, mandando um recado para a vencedora do BBB, em vídeo gravado ao lado do marido Lázaro Ramos.

"Dra. Thelma, parabéns! A gente torceu muito por você. Fiquei tão emocionada, tão feliz por você, por nós, por todo mundo, por esse Brasil que escolheu você, essa mulher incrível. Parabéns, você é gigante, é incrível, é inteligente, é elegante, tudo o que esse país merece", disse a atriz.

Thelma falou também sobre o apoio da mãe, que a adotou com três dias de vida, e do marido. "Ela nunca subestimou nenhum dos meus objetivos. Se eu falar: 'Mãe, eu quero ir para a Lua agora, para a Nasa'. Ela vai me apoiar. E meu marido é um cúmplice, um parceiro de vida", contou.

Amizades e conflitos

Thelma disse que não entrou na casa com uma estratégia complexa. "Eu queria mostrar quem eu sou de verdade, não fugir dos meus princípios, e me aproximar das pessoas por afinidade. É um jogo que você não consegue ganhar sozinho, você precisa ter aliados", contou.

Ela também exaltou as colegas de final, Rafa Kalimann e Manu Gavassi, como "suas grandes defensoras" no programa. "Elas compraram brigas. Por isso que nossa relação, do meio para o final, ficou muito forte", disse.

"Foi a final dos sonhos, mesmo. Elas têm uma visão, uma sensatez. A gente se conectou de verdade", completou.

Ao rever uma briga com Flayslane, Thelma disse que "se arrepende um pouco" do tom que assumiu na discussão. "Lá dentro, as sensações são muito intensas. Para você perder a mão é muito fácil. O tom seria diferente, mas o que eu queria falar com ela naquele momento era isso mesmo", justificou.

Decepção com o 'grupo hippie'

Thelma falou especificamente sobre sua "decepção" com colegas de jogo que considerava amigos, como Daniel, Marcela e Ivy. A ruptura aconteceu, segundo Thelma, quando Daniel deu a ela o desafio do monstro em uma das semanas do reality.

"Naquele momento eu não teria dado o monstro para ele. Ivy também. Eu acho que monstro, nesse jogo, não é algo que se dá para amigo. É um jogo com 20 pessoas diferentes, não tem como ser aliada das 20 pessoas. Você tem suas miras. Você não vai dar um monstro para um amigo", disse.

"Então, naquele momento, eu falei: 'Não faço parte desse grupo'. Então não fiz mais questão. Se não faço parte, não faço parte. Ainda fiquei um pouco leal à minha amizade com a Marcela, por uma questão de identificação profissional", comentou ainda, lembrando que as duas são médicas.

Do lado de fora do "BBB 20", Thelma disse que percebeu melhor aquele grupo não a incluía. "Meu marido me disse que se decepcionou com a Marcela. Isso que está todo mundo falando. Lá dentro a gente não percebe isso tão fácil", contou.