PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Anitta bate boca com deputado sobre direitos autorais em live no Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/05/2020 23h02Atualizada em 06/05/2020 13h09

Na noite de hoje, Anitta promoveu uma live com o deputado Felipe Carreras (PSB-PE) para falar sobre uma emenda proposta por ele a uma Medida Provisória que, segundo a classe artística, pode ser prejudicial ao recolhimento dos direitos autorais dos compositores.

Durante a conversa, que durou aproximadamente 50 minutos, Anitta e Felipe conversaram sobre a proposta do deputado, mas o que se pretendia ser uma conversa tranquila terminou em uma discussão ao vivo.

A emenda de Carreras afeta a Medida Provisória 948, e trata do cancelamento de serviços e de eventos dos setores de turismo e cultural devido à pandemia do novo coronavírus. A proposta do deputado mexe na cobrança de direitos autorais em eventos públicos e privados. Segundo o meio cultural, isso influencia na forma de arrecadação dos compositores, fazendo com que percam dinheiro.

A lei atual diz que os empresários de eventos é que arcam com o valor dos direitos autorais — eles transferem um percentual em média de 10% da bilheteria para o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição). A emenda de Carreras propõe diminuir o repasse para 5% sobre o valor do cachê dos artistas. Esse foi o ponto em que Anitta se posicionou contra.

"Eu estou do lado de vocês, é uma via de mão dupla", disse o deputado em certa altura da discussão, sendo cortado pela cantora. "Eu não encaro como se você estivesse do nosso lado (os artistas). Porque assim, como eu te falei, esse é um momento que não condiz, principalmente na MP 948, que é uma MP de urgência, que é sobre a toda a dificuldade que todas essas pessoas estão passando nesse momento de coronavírus... Usar essa MP de urgência para colocar essa questão de direito autoral, é uma coisa que não faz muito... Que não é o momento", rebateu.

Após a réplica de Carreras, que voltou a defender sua emenda e dizer que é aberto ao diálogo, Anitta foi ao ataque: "Para mim, só é diálogo quando a gente tem a opção antes de a coisa ser feita. Se a gente não estivesse sempre fiscalizando e vendo o que tá rolando, a gente não ia ter a oportunidade de lutar para reivindicar isso", afirmou.

Então, ela resolveu encerrar a live. "Agradeço demais a sua disponibilidade de tempo...", mas foi interrompida por Carreras, que pediu para falar. "Em primeiro lugar, estou à disposição do diálogo. Em segundo lugar, eu falei com a representante do Ecad que tem a outorga, que fala por vocês, porque eu não consigo falar com todo mundo. Com você eu posso falar amanhã, depois, com outros artistas, estou à disposição. Estou à disposição do diálogo, estou do lado de vocês...", dizia, quando foi a vez de ele ser interrompido.

"Eu não acho que você esteja, e essa é uma coisa que a gente não vai concordar, e a gente não vai acabar esse debate jamais. Então, obrigada pelo seu tempo, a gente continua aí lutando, você puxa daí, a gente puxa daqui, e vamos ver o que acontece", disse a cantora, contrariada.

"Eu estou do lado de vocês. Eu quero ajudar vocês", diz o deputado. "Não acho. Não concordo", disse Anitta, que finalizou a transmissão.

Famosos