PUBLICIDADE
Topo

Ivy faz reflexão sobre BBB: 'Sei que errei e sem isso a gente não aprende'

Ex-BBB Ivy Moraes - Divulgação
Ex-BBB Ivy Moraes Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/05/2020 21h30

Ivy Moraes foi uma das participantes mais polêmicas do BBB 20. Ela, que não tinha papas na língua para deixar clara a sua opinião, acabou sendo eliminada do programa com 74% dos votos.

Em bate-papo por videochamada com a Quem, ela afirmou que suas opiniões polêmicas são decorrentes de sua "falta de filtro". "Tento levar para a minha vida o filtro, que eu não tinha. Ter essa preocupação para não machucar ninguém. Não é tudo que vem na boca que a gente pode falar. Tento ter sabedoria do que estou colocando para fora", disse.

Refletindo sobre sua participação no reality, Ivy disse que seu jeito espontâneo pode ter sido um empecilho para que ela conquistasse o prêmio. "Sou sem filtro, e poderia ter tido mais isso lá dentro. Simplesmente mergulhei de cabeça. Dancei, vivi. Pro jogo, ser 100% eu pode ter me atrapalhado. Lá dentro, sei que errei e sem isso a gente não aprende. Mas se tivesse calculado o que fazer, não teria sido eu", frisou.

As polêmicas declarações de Ivy, consideradas racistas por muitos, acabaram respingando em sua família. "Minha mãe e meu filho sofreram ameaças. Tenho amigas que são negras, pretas, e foram apontadas como racistas também por me defenderem. Minha mãe já não conseguia assistir mais ao programa, de tão desesperada, falava que não aguenta mais. Tudo o que ela mais queria era que eu saísse", revelou.

"Quando eu cheguei em casa, ela suspirou por eu estar 'protegida'. Agora, tem um comentário ou outro, um direct, mas não vi muito isso. Foi tudo no peito deles. Muita gente sofreu muito por mim, mas tudo na vida tem um preço. Agora, tenho que olhar para as oportunidades que vieram graças ao BBB", complementou.

Ela também afirmou não se preocupar com haters: "Sou muito grata pela minha participação no programa e a Deus por me permitir fazer o que eu gosto, que é fotografar. Está sendo tudo bem diferente pra mim. Novas portas, mais trabalhos. Estou aprendendo ainda. Entrei na casa com 19 mil seguidores e, agora, tenho 3 milhões. Tenho que dar entrevistas, por exemplo. Um ritmo acelerado", celebrou.

"Ignoro os haters. A gente fala do que o coração está cheio. Não sou perfeita, tenho muito o que amadurecer, mas nunca iria nas redes de ninguém para xingar gratuitamente. Deixo para lá e tento não me incomodar com isso", ponderou.