PUBLICIDADE
Topo

Barney: SBT toma piores decisões e caminha para irrelevância com coragem

Do UOL, em São Paulo

22/05/2020 04h00

Alerta para mudanças na programação do SBT! Depois de mudar o time do "Triturando", trazendo Ana Paula Renault e afastando Lívia Andrade e Mara Maravilha, Silvio Santos colocou na grade uma reprise do noticiário "Primeiro Impacto" ao meio-dia. Essas alterações são tema de debate no podcast UOL Vê TV #28, com Chico Barney, Débora Miranda, Flávio Ricco e Maurício Stycer (disponível no vídeo acima a partir de 26:20).

"O SBT se supera de vez em quando. As mudanças que Silvio Santos está fazendo, eu não vejo nada em benefício ao SBT", avalia Ricco. "Ele faz um ‘Primeiro Impacto’ na hora do almoço, o que já começa errando pelo título, é o segundo impacto. Ele faz um ‘melhores momentos’ do jornal da manhã, ou seja, nada aconteceu no mundo entre o encerramento daquele e o início do outro, como se em jornalismo existisse ‘melhores momentos’. É o fim da picada."

Ricco lembra que, com a interrupção de programas de entretenimento, Silvio Santos percebeu que o faturamento, em tempos de pandemia, está vindo através dos noticiários. "A presença do jornalismo em um canal aberto, em um momento como agora, é fundamental. A TV Gazeta, por exemplo, está em enormes dificuldades porque acabou com o departamento de jornalismo e só manteve um jornal, das 20h às 21h, só tem aquele jornal para faturar", compara o colunista do UOL.

O SBT caminha para a irrelevância com uma coragem, com um senso de propósito rumo ao precipício.
Chico Barney

"[Silvio Santos] Não só toma as piores decisões possíveis como mantém [figuras como] Marcão do Povo, assombrando a sociedade às 6h da manhã e ao meio-dia", diz Chico Barney. "Eu acho que os SBTistas —o SBT é a TV que tem torcida— estão numa fase pior que meu Avaí, que pelo menos não está jogando e então não está perdendo. O SBTista está perdendo. Toda mudança que está sendo feita é para pior."

Ricco alerta que as situações de instabilidade que acontecem na emissora afetam diretamente a equipe contratada. "Imagina a situação daqueles diretores. Eles devem se reunir, pensar, discutir e, de uma hora para outro, o dono vem ao telefone e fala: ‘Não tem nada disso, vai entrar isso’. Como ficam esses caras? Eles devem se sentir perdidos."

Débora Miranda, editora de TV e Famosos do UOL, classifica como triste as explicações de Lívia Andrade no Instagram sobre sua saída do "Triturando" —na rede social, a apresentadora fez um desabafo: "Gente, eu não tenho emissora para chamar de minha. O programa é dele [do Silvio Santos], ele faz o que ele quiser".

"Todos os profissionais que estão ali envolvidos estão nesse espírito de impotência", diz Débora. "É muito difícil para as pessoas que trabalham nesse contexto, deixa os funcionários em uma situação bastante delicada". Flávio Ricco concorda: "Essa insegurança se transmite em todo SBT."

Você pode ouvir o programa UOL Vê TV no Spotify, no Apple Podcasts ou em outros aplicativos de podcasts. No Youtube, a gravação do programa também é transmitida em vídeo. Podcasts são programas que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar -no computador, no smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Os podcasts do UOL estão todos disponíveis em uol.com.br/podcasts.

TV e Famosos