PUBLICIDADE
Topo

'A Favorita' chega hoje ao Globoplay: saiba por que vale a pena ver de novo

"A Favorita" chega ao Globoplay - Reprodução / Internet
'A Favorita' chega ao Globoplay Imagem: Reprodução / Internet

Daniel Palomares

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 04h00

Desde o início da quarentena para conter o avanço do novo coronavírus, a produção audiovisual foi interrompida no mundo inteiro. Aqui no Brasil, a Globo se viu forçada a parar as produções de suas novelas e recorrer a reprises de tramas antigas para preencher a programação.

Ainda sem saber se vai emendar uma nova reprise após o final de "Fina Estampa", uma novela já despontou como a preferida pelo público. E agora, mesmo que a Globo não a reexiba, a tão querida trama chega ao Globoplay.

Estamos falando de "A Favorita", novela de João Emanuel Carneiro exibida entre 2008 e 2009. Protagonizada por Claudia Raia e Patrícia Pillar, a atração brincou com os conceitos de mocinha e vilã e se tornou um fenômeno entre os espectadores. Se você não lembra ou está com saudades, o UOL conta por que vale a pena ver de novo.

Vilã ou mocinha?

"A Favorita" já começou com um grande mistério bastante incomum em novelas. O público não sabia quem era a vilã e quem era a mocinha. Flora e Donatela se envolveram com o mesmo homem no passado e ele acabou assassinado. Flora foi presa pelo crime, mas jurava que Donatela era quem tinha atirado no rapaz. Já Donatela jogava a culpa em Flora.

Os espectadores só descobriram o segredo das duas no capítulo 56, quando Flora revela que realmente era a responsável pelo crime. Uma reviravolta e tanto para quem assistia e não sabia em quem confiar.

Que beijinho doce...

Antes de virarem inimigas mortais, Flora e Donatela formavam uma dupla sertaneja, Faísca e Espoleta, cujo maior sucesso era o hit "Beijinho Doce".

Quando Flora decidiu dar uma "palinha" da música em uma festa, a internet não perdoou. Remixes de "Beijinho Doce" invadiram o YouTube e até hoje são lembrados quando se pensa na novela.

Cena macabra

Uma das cenas mais lembradas da novela é o assassinato de Gonçalo pelas mãos de Flora. Primeiro, a vilã cobriu a casa do ex-sogro de sangue, fazendo-o acreditar que ela tinha assassinado sua mulher e sua neta.

Depois, Flora trocou os comprimidos que Gonçalo tomava para seus problemas cardíacos e não deu outra: o todo-poderoso acabou tendo um ataque fulminante e morrendo, enquanto a vilã ria ao seu lado.

Elenco estrelado

"A Favorita" reuniu grandes nomes em seu elenco, começando por suas protagonistas Claudia Raia e Patrícia Pillar. Ainda tivemos Mariana Ximenes, Cauã Reymond, Deborah Secco, Lília Cabral, Carmo Dalla Vecchia, Taís Araújo e tantos outros.

A novela tinha tantas estrelas que algumas até precisaram ser mortas para poder ter destaque em outras tramas, como foi o caso de Juliana Paes, que interpretava a jornalista Maíra. Ela teve de ser assassinada no meio da novela para protagonizar "Caminho das Índias"

Personagens marcantes

Como não se lembrar de Silverinha, o dissimulado mordomo de Donatela? Ary Fontoura, responsável por trazer o personagem à vida, revela nunca ter desapegado do papel. " Às vezes, o ator faz coisas muito iguais e, quando surge um personagem assim, você não larga de jeito nenhum", contou, em entrevista ao jornal "Extra".

FIG - Reprodução/Globo - Reprodução/Globo
Ary Fontoura como Figueirinha
Imagem: Reprodução/Globo

Outros personagens como Dodi, o malandro interpretado por Murilo Benício, serviram para que o ator conseguisse mostrar uma versatilidade pouco explorada antes. Mesmo caso de Orlandinho, papel de Iran Malfitano, que chamou atenção do público por sua sexualidade dúbia na trama.

E aí? Vai perder a chance de assistir "A Favorita" de novo?

Novelas