PUBLICIDADE
Topo

Chrissy Teigen doará US$ 200 mil para pagar fiança de manifestantes nos EUA

Chrissy Teigen durante o WSJ. Magazine 2018 Innovator Awards - Getty Images
Chrissy Teigen durante o WSJ. Magazine 2018 Innovator Awards Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/05/2020 11h51

A modelo Chrissy Teigen, esposa do cantor John Legend, afirmou que vai doar US$ 200 mil para pagar a fiança de manifestantes detidos durante os protestos antirracistas nos Estados Unidos.

Ontem, o país teve o quinto dia seguido de protestos pela morte do segurança negro George Floyd, 46, em Minneapolis. Floyd morreu após um policial branco imobilizá-lo no chão com o joelho sobre seu pescoço.

Inicialmente, Teigen disse em um tuíte que doaria US$ 100 mil para tirar da cadeia os manifestantes que foram detidos nos atos. Muitos foram presos por descumprimento ao toque de recolher decretado em, ao menos, 25 cidades norte-americanas.

Nos comentários, um internauta sugeriu que ela estaria dando dinheiro para "vândalos e criminosos". A modelo, então, replicou e disse que aumentaria o valor parra US$ 200 mil.

Protestos violentos

Os protestos nos EUA têm sido marcados pela violência. Ao menos três pessoas morreram baleadas em diferentes cidades, uma delas um policial.

Houve confrontos entre policiais e manifestantes com pedras lançadas, spray de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo. Carros foram destruídos e incendiados. Houve saques a lojas e incêndios a bancos, delegacias e postos de combustíveis.

Centenas de pessoas que estavam no meio das manifestações foram detidas por descumprirem o toque de recolher e por atos de vandalismo.

Famosos