PUBLICIDADE
Topo

Felipe Titto produz máscaras e faz ação com fãs para doação na pandemia

Felipe Titto em A Dona do Pedaço - Victor Pollak/TV Globo
Felipe Titto em A Dona do Pedaço Imagem: Victor Pollak/TV Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/06/2020 16h30

O ator Felipe Titto tem investido pesado na fabricação de máscaras reutilizáveis, item que acabou se tornando essencial durante a pandemia do novo coronavírus. Ele, que também é apresentador e empresário, também anunciou uma ação solidária na qual conta com a ajuda de seus fãs.

De acordo com ele, a cada máscara vendida, outra será doada para aqueles que não possuem condições financeiras para adquirir. "As máscaras são de uso obrigatório e muitas pessoas não podem comprá-las. Essa é a realidade", explicou o artista para a Revista Quem na tarde de hoje.

"Então, o que pensei: mobilizar meus fãs para fazermos essa ação juntos. Quem pode, compra e ajuda aqueles que não têm as mesmas condições e possibilidade de compra", salientou. As máscaras fabricadas pelo ator tem ação antibacteriana, são reutilizáveis e confeccionadas com 90% de poliamida e 10% de elastano, e podem ser adquiridas no site www.fashionmed.com.br.

Titto também lembrou a disputa, no mundo inteiro, por equipamentos de proteção que acabam em falta por causa da alta procura. Ele chegou a citar o presidente americano Donald Trump, que fez uso de uma lei que dá poderes ao Estado durante emergências para direcionar a produção industrial de seu país. Com isso, houve escassez de produtos no mercado.

"Não podemos ficar sentados esperando. A solução é produzir por aqui", frisou.

Ator rebate críticas

O artista tem mergulhado de cabeça em ações sociais desde o começo da pandemia. Na última madrugada, ele levou cobertores para pessoas em situação de rua em São Paulo. Em seu Stories, Titto comentou sobre algumas críticas que recebeu por supostamente estar usando as causas que defende para se promover.

"Eu estou passando aqui só para agradecer as mensagens de apoio que eu tive, e dar um recado rápido, objetivo: se você prefere ver notícia do cara que pegou a mulher do outro, se for repórter de fofoca que falou que a fulana que disse que a outra estava traindo... Aqui não é o lugar para você estar", começou ele em uma série de pequenos vídeos.

Ele continuou: "Troca de Instagram, muda a conta, faz o que você quiser: mas aqui definitivamente não é o lugar para você estar, não. Aqui a minha ideia é... Principalmente quando eu faço esse tipo de ação, é "Ah, você está se mostrando, você quer se autopromover"... Mano, não é esse o ponto mais. Já passou, realmente não preciso fazer isso", se defendeu.

"A ideia era, de fato, inspirar as pessoas, que as pessoas olhassem e pensassem: "Nossa, realmente eu não posso dar 1000 cobertores, mas eu posso dar 2, eu posso dar uma blusa que está no meu carro... Se você não se sente inspirado, você não precisa estar aqui, velho. Esse tipo de gente é que eu faço questão que esteja aqui: é quem se inspira e que com certeza vai fazer a parte dela. Caso contrário, está no lugar errado", finalizou.

Famosos