PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Edir Macedo recebe alta após ter covid-19 e diz que tomou hidroxicloroquina

08.jul.2017 - O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus - Danilo Verpa/Folhapress
08.jul.2017 - O bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus Imagem: Danilo Verpa/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

12/06/2020 10h10Atualizada em 12/06/2020 12h03

O bispo Edir Macedo, 75, fundador da Igreja Universal e dono da rede Record, recebeu alta na manhã de hoje do hospital Moriah, em São Paulo, onde estava internado desde a última segunda-feira (8) com diagnóstico positivo de coronavírus.

Segundo nota publicada no site da Igreja Universal, o líder religioso foi tratado com um coquetel de medicamentos que incluía a cloroquina —como defende o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o novo protocolo do Ministério da Saúde— e está completamente recuperado da doença.

"Tomei todos os medicamentos indicados pelos médicos, entre eles a hidroxicloroquina, e estou bem", afirmou Macedo.

De acordo com a equipe médica do hospital, o fundador da Universal respondeu muito bem ao tratamento.

"Ele evoluiu sem intercorrências, apresentou uma ótima evolução clínica e se recuperou totalmente", disse o cardiologista Leandro Echenique.

Uso da cloroquina é controverso

Apesar de o novo protocolo do Ministério da Saúde recomendar o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para tratar casos leves de covid-19, o uso desses medicamentos no combate à doença é controverso e não tem eficácia comprovada.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) chegou a interromper testes com esses medicamentos em pacientes, mas voltou atrás e retomou as pesquisas com a hidroxicloroquina. Ainda assim, a organização ainda não recomenda as substâncias no tratamento contra a covid-19.

Televisão